sábado, 11 de julho de 2009

DOLOMITES 5 DAYS: UMA FANTÁSTICA EXPERIÊNCIA CHAMADA TRAIL-O


De Itália chega-nos essa brilhante prestação portuguesa na prova de Trail-O e ainda um punhado de fotografias, da autoria de Hélder Ferreira, e referentes às finais da prova de Distância Média (ver slideshow).

Na passada quinta-feira, dia de pausa na vertente competitiva do JWOC, o Portugal Young Team deslocou-se a Calaita onde participou na prova de Trail-O. Com três escalões de competição – Elite, Open e Promoção – os “team leaders” participaram na prova de Elite enquanto os mais jovens mostraram as suas qualidades e capacidades no escalão Open.

Quanto aos resultados, Raquel Costa alcançou um brilhante 4º lugar com 19 pontos, a três pontos do vencedor, o italiano Remo Madella. Tiago Aires foi o 13º classificado com 16 pontos enquanto Hélder Ferreira alcançou a 20ª posição com 14 pontos. Colectivamente, Portugal classificou-se no 4º lugar com 49 pontos, apenas a 1 ponto da Itália 2, a 3 pontos da República Checa 1 e a 8 pontos da equipa vencedora, a Itália 1.



“O Trail-O devia constituir uma aposta forte no nosso país”

Os nossos mais jovens participantes tiveram igualmente excelentes desempenhos, com Filipe Salgado a classificar-se no 5º lugar com 11 pontos e a um ponto apenas do vencedor, o norueguês Per Einar Pedersli. Com 10 pontos, Rafael Miguel conseguiu a 9ª posição, enquanto Mariana Moreira e Ana Salgado alcançaram o 17º e 18º lugares, respectivamente, com 9 pontos cada.

De acordo com a opinião de Hélder Ferreira, “é uma pena que em Portugal ainda não haja este espírito com que se vive o Trail-O no estrangeiro, nomeadamente nos países nórdicos, em que qualquer um participa lado a lado com os atletas adaptados.” E concluiu: “Foi uma experiência muito interessante e exigente e o Trail-O devia constituir uma aposta forte no nosso país e em que a participação fosse assim como vimos aqui em Itália. Além de apoiarmos as pessoas que por vezes até gostavam de se aventurarem pela floresta e que não o podem fazer, funciona como uma excelente forma de melhorar a técnica nos escalões de competição.”

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: