sábado, 13 de junho de 2009

PROVAS DE SELECÇÃO: A TARDE DE TODAS AS REVIRAVOLTAS


Surpreendente! Isto é o mínimo que se pode dizer dos resultados das Provas de Selecção verificados na tarde de hoje. As reviravoltas na classificação geral foram uma constante e o tira-teimas fica marcado para amanhã de manhã, na Serra da Cabreira.

O mapa da Pedra Bela (Gerês) foi palco, na tarde de hoje, da prova de Distância Média das Provas de Selecção para o EYOC / JWOC / WOC 2009. Poucas horas após o Sprint matinal do Bom Jesus do Monte (Braga), os atletas voltaram à carga em busca das melhores posições. Num mapa exigente tanto técnica como fisicamente, nenhum dos vencedores da manhã logrou repetir a vitória, registando-se inclusive resultados bem inesperados.

Começando pelo escalão de D16, Inês Catalão (GafanhOri) esteve irreconhecível, não indo além do 5º lugar com o tempo de 1.01.37. Vera Alvarez (CPOC) venceu com tranquilidade em 42.35 e agora só uma hecatombe a afastará duma presença no EYOC. Rita Rodrigues (GafanhOri) vingou o mau resultado da manhã, alcançando a segunda posição com 51.01 e imiscuindo-se na luta pelos três lugares que valem o apuramento. Inês Domingues (COC) e Ana Salgado (GafanhOri), respectivamente terceira e quarta classificadas com 58.05 e 58.35, mantém ainda intactas as esperanças no apuramento. Tudo muito complicado, pois.

1º Vera Alvarez (CPOC) 197,2 pontos
2º Inês Catalão (GafanhOri) 169,1 pontos
3º Rita Rodrigues (GafanhOri) 165,9 pontos

4º Inês Domingues (COC) 162,5 pontos
5º Ana Salgado (GafanhOri) 152,5 pontos
6º Catarina Dias (GD4C) 140,7 pontos
7º Teresa Maneta (GafanhOri) 64,6 pontos


Pedro Silva, brilhante!

Se Ricardo Reis (ADFA) tinha sido um vencedor inesperado na etapa matinal, o que dizer da vitória de Pedro Silva (CP Telecom) na Distância Média da Pedra Bela? Cumprindo o percurso em 49.49, Pedro Silva superiorizou-se a Rafael Miguel (Ori-Estarreja) por 3.22, e a João Cascalho (GafanhOri) por 7.07, ambos vingando as provas para esquecer da etapa da manhã e entrando novamente na luta por um dos quatro lugares de acesso ao EYOC. Nos antípodas situou-se a prestação de Ricardo Reis (ADFA), vencedor na etapa da manhã mas que agora se quedou na última posição com 1.18.42. A classificação está agora assim ordenada:

1º Tiago Baltazar (GDU Azóia) 185,1 pontos
2º Pedro Silva (CP Telecom) 183,5 pontos
3º Luís Silva (ADFA) 166,7 pontos

4º João Cascalho (GafanhOri) 165,0 pontos
5º Ricardo Reis (ADFA) 163,3 pontos
6º Fábio Silva (ADFA) 161,9 pontos
7º Miguel Ferreira (CPOC) 154,3 pontos
8º Rafael Miguel (Ori-Estarreja) 152,6 pontos


O 'sim' e o 'não' das irmãs Sá

O escalão D21E + D18 registou a maior surpresa da tarde, com Maria Sá (GD4C) a ter uma tarde para esquecer, não indo além do 5º lugar com 1.04.48 e vendo o apuramento para o Campeonato do Mundo agora tremendamente difícil. A grande vencedora da etapa de hoje foi a sua irmã, Isabel Sá (GD4C), que fez uma prova notável e gastou 45.54. Imediatamente atrás de si classificaram-se Joana Costa (GD4C), Ana Coradinho (GafanhOri) e Mariana Moreira (CPOC), com 48.51, 48.56 e 50.29. Tudo muito complicado pois, no que aos vários apuramentos diz respeito.

1º Joana Costa (GD4C) 192,7 pontos
2º Isabel Sá (GD4C) 190,7 pontos
3º Ana Coradinho (GafanhOri) 185,9 pontos
4º Mariana Moreira (CPOC) 176,4 pontos

5º Maria Sá (GD4C) 170,8 pontos
6º Lena Coradinho (GafanhOri) 138,8 pontos
7º Inês Pinto (GafanhOri) 135,5 pontos


Mega mais 'mega' não há

No escalão H18, João Mega Figueiredo (CN Alvito) fez uma prova sensacional e “esmagou” a concorrência com um tempo de 51.59. Menos bem na etapa da manhã, Filipe Salgado (GafanhOri) rectificou o resultado e foi o segundo classificado com 56.04. Paulo Falcão (GafanhOri), o vencedor da prova de Sprint, concluiu na terceira posição com 1.04.27. A classificação está assim ordenada:

1º João Mega Figueiredo (CN Alvito) 188,2 pontos
2º Paulo Falcão (GafanhOri)180,7 pontos

3º Filipe Salgado (GafanhOri) 173,9 pontos
4º Jorge Coelho (GafanhOri) 167,1 pontos
5º Paulo Pereira (CPOC) 160,4 pontos
6º Hélder Marcolino (GD4C) 147,5 pontos


Apuramento ao rubro

E terminamos com os escalões H21E e H20, onde se assistiu igualmente a uma grande reviravolta. Joaquim Sousa não foi além do 8º lugar com 47.17, mas se atendermos que o vencedor, Diogo Miguel (Ori-Estarreja) fez o tempo de 41.28, facilmente se adivinha que em termos globais há ainda um vasto leque de atletas com fortes possibilidades de ocupar as três vagas em aberto para o Campeonato do Mundo. Com Celso Moiteiro (COC) a abandonar precocemente a competição, a classificação está agora assim escalonada (os atletas do escalão H20 estão assinalados com um *):

1º Pedro Nogueira (ADFA) 197,8 pontos
2º Diogo Miguel (Ori-Estarreja) 197,7 pontos *
3º Jorge Fortunato (Ori-Estarreja) 191,6 pontos *
4º Tiago Romão (COC) 189,9 pontos *

5º Joaquim Sousa (COC) 187,7 pontos
6º Manuel Horta (GafanhOri) 187,2 pontos *
7º Paulo Franco (COC) 185,2 pontos
8º Miguel Silva (CPOC) 179,2 pontos
9º Domingos Martins (GD4C) 150,2 pontos *
10º Tiago Leal (GafanhOri) 136,9 pontos *
11º Gregório Piteira (GafanhOri) 112,7 pontos *
12º Celso Moiteiro (COC) 88,9 pontos

As Provas de Apuramento terminam amanhã na Serra da Cabreira com a prova de Distância Longa. Com tanto ainda em jogo e um número infindável de interrogações pairando no ar, é com enorme ansiedade que agurdaremos pelo final da manhã. Então se saberá quem são os felizes contemplados.

[O Orientovar agradece a atenção e disponibilidade de António Aires no envio dos resultados]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: