quinta-feira, 18 de junho de 2009

PELO BURACO DA FECHADURA...


A Taça FPO Sul conhece este fim-de-semana as duas últimas etapas da temporada. Será em Coruche, no I Troféu do Sorraia, evento cuja organização estará a cargo do COAC – Coruche Outdoor Adventure Club. Com o auxílio de Hugo Borda d’Água, Presidente do clube e Director da prova, vamos espreitá-lo pelo buraco da fechadura.

Orientovar - Grande desafio organizativo para o COAC, quais os meios envolvidos na preparação do evento e os apoios?

Hugo Borda d’Água - O I Troféu do Sorraia é o maior desafio em termos organizativos do COAC nestes quase dois anos de existência do clube, não só pelos percursos que contam para o ‘ranking’ da Taça FPO Sul mas sobretudo pela existência de 4 actividades distintas nos 2 dias de prova. No entanto, a forma como encaramos o evento não é em nada diferente do modo como preparamos as provas do OriAlentejo que organizámos. A nossa auto-exigência é a mesma e extremamente elevada, talvez o que mude, mas muito pouco, é a exigência externa.

Apesar da organização estar atribuída ‘em termos burocráticos’ ao COAC, o GafanhOri também faz parte da mesma, tendo um peso elevadíssimo na realização da prova. Como muitos sabem, se a Orientação ganhou raízes em Coruche nestes dois anos, em muito se deve, sobretudo, ao Tiago Aires e à Raquel Costa. A Câmara Municipal de Coruche, a Junta de Freguesia da Erra e a FPO, têm sido apoios essenciais em todas as organizações do COAC, juntando-se agora a Junta de Freguesia de Coruche, neste I Troféu do Sorraia. Por outro lado, o Jornal "Mais Região" e o Jornal "O Mirante" em muito também têm contribuído para a divulgação das actividades do COAC e do clube em geral, verificando-se de novo essa importância nesta prova.

Estão envolvidas nesta organização, mais de duas dezenas de pessoas, assim como uma estrutura logística que só é possível existir graças aos meios disponibilizados pela Câmara Municipal de Coruche e Junta de Freguesia da Erra (som, veículos para transportar o material, etc.) e por algumas entidades privadas.

Por último a referência a um apoio especial. O nosso profundo agradecimento ao CPOC e ao Luís Santos, pelo facto de há uns meses atrás se lembrarem do COAC para transferirem a prova que inicialmente lhes estava atribuída. Tudo fizemos até agora e tudo faremos nos próximos dias para não defraudar a confiança que depositaram em nós.

Orientovar - Pedia-lhe que detalhasse o programa naquilo que encerra de mais importante?

Hugo Borda d’Água – Sábado, o Mapa da Herdade dos Laranjos recebe a primeira etapa, num terreno de fácil progressão cuja arena se situa numa zona que consideramos de elevada beleza, aumentada nesta época do Verão.

Durante a tarde o Parque do Sorraia em Coruche recebe o Ori-Show e o Trail-O. Esta é mais uma zona extremamente agradável, junto ao Rio Sorraia e com imensos espaços verdes. Esperamos vivamente que ambas as actividades permitam momentos de Orientação fantásticos aos participantes mas que causem impacto perante os espectadores presentes. No final do dia será oferecido um Jantar a todos os participantes.

No Domingo será talvez o dia em que a beleza paisagística na Arena é mais fraca mas não temos dúvidas que é o ponto forte em termos técnicos. Será utilizado o mapa da Herdade dos Concelhos, um mapa bastante exigente técnica e fisicamente, que para os percursos com maior exigência será um sobe e desce constante.

Não destacamos nenhuma das actividades em particular, esperamos que todas sejam do agrado de todos, apesar das características distintas entre elas.

Orientovar - Que expectativas estão criadas em torno do evento?

Hugo Borda d’Água - As expectativas dividem-se em três grandes grupos: o antes, o durante e o depois. Antes, o COAC tinha como grande objectivo quebrar a grande ausência de participantes na maioria das provas regionais. Hoje estão mais de 200 inscritos, número que não nos desmotiva de todo mas também não nos deixa satisfeitos. Acreditamos que o número ainda pode aumentar. Durante o evento esperamos que as pessoas adorem estar no I Troféu do Sorraia e que muitos habitantes locais, além de assistirem ao desenrolar do evento, experimentem a modalidade. Depois do Troféu, que todos recordem o evento pelas melhores razões e que os nossos apoios se revejam no evento e no nosso trabalho, continuando a apostar em nós.

Orientovar - O que diria aos indecisos no sentido de orientarem as suas atenções para Coruche no próximo fim-de-semana?

Hugo Borda d’Água - Aos que estão indecisos entre a praia e o I Troféu do Sorraia, que venham a Coruche porque, sobretudo no Sábado, as arenas situam-se em zonas com bastantes sombras junto a um Açude e a um Rio, com condições fantásticas para um piquenique ou o convivo com os amigos. Isto é, zonas com todas as condições para serem uma óptima alternativa à praia.

Por outro lado, para os estreantes na modalidade, temos percursos bastante simples que decorrem ao longo de uma magnifica paisagem, em contraste com os percursos para os mais experientes, verdadeiramente desafiantes e exigindo uma óptima performance física e técnica.

Finalmente, podem aproveitar o dia de Sábado para um passeio junto à margem do Rio Sorraia, para um ida à Igreja de Nossa Senhora do Castelo com vista sobre toda a vila, assistir a um torneio de Futsal, a um Festival de Folclore, ou mesmo deslocar-se às Piscinas Municipais.

Orientovar - Qual o seu maior desejo?

Hugo Borda d’Água - O meu maior desejo - e o de toda a organização -, é em primeira instância que após o I Troféu do Sorraia não sejam recordados os problemas vividos pelas provas Regionais. Fizemos o nosso melhor até agora e continuaremos a fazê-lo nos próximos dias para que esta seja uma prova de qualidade com índices de participação acima de um limiar mínimo que definimos, onde todos possam sair satisfeitos. Sabemos, obviamente, que não vamos ser perfeitos mas esperamos que o balanço seja positivo de acordo com os parâmetros mencionados acima.

Toda a informação em
http://www.coaclub.com/trofeusorraia09.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: