quinta-feira, 11 de junho de 2009

PELO BURACO DA FECHADURA...


Em Braga e nas altas terras do Gerês e Serra da Cabreira joga-se este fim-de-semana o apuramento para os grandes compromissos internacionais deste Verão (EYOC, JWOC e WOC). É esse acontecimento muito particular que espreitamos, aqui e agora, pelo buraco da fechadura…

Decorrem este fim-de-semana as provas de apuramento para as competições internacionais deste Verão e nas quais Portugal estará naturalmente envolvido. Em jogo estão as presenças no Campeonato do Mundo de Seniores na Hungria (3 Masculinos e 1 Feminino), no Campeonato do Mundo de Juniores na Itália (5 Masculinos e 3 Femininos) e no Campeonato da Europa de Jovens na Sérvia (7 Masculinos e 8 Femininos).

Pela primeira vez a Federação Portuguesa de Orientação organizará provas específicas de selecção para estas competições internacionais. “Este sistema”, de acordo com António Aires, Director Técnico Nacional, “tem como objectivo seleccionar os atletas mais perto das competições de forma a aferir a sua forma no momento da época mais importante, seleccionar os atletas num terreno o mais semelhante possível aos terrenos das competições internacionais, eliminar factores externos que se encontram nas provas abertas e recriar um ambiente de maior pressão que os atletas depois encontrarão nas competições internacionais.”

Do Bom Jesus à Serra da Cabreira

A Selecção será feita mediante os resultados de três percursos (Sprint, Distância Média e Distância Longa), desenhados para terem o máximo de semelhança possível com o que os atletas encontrarão nas competições internacionais (terreno, distâncias, escala, etc.). A classificação final será obtida através do somatório de pontos das várias provas. No sábado de manhã decorrerá a prova de Sprint em Braga, no Mapa do Bom Jesus. À tarde as comitivas rumarão ao mapa da Pedra Bela, no Gerês, onde decorrerá a prova de Distância Média. Finalmente, no domingo de Manhã, o mapa da Serra da Cabreira será o palco da prova de Distância Longa.

Joaquim Sousa (COC) é o decano dum grupo de 42 atletas, dos quais apenas a sexta parte possui idade superior a 20 anos. Sem surpresa, a maior representatividade cabe ao GafanhOri, que faz deslocar ao Norte uma comitiva de 14 elementos. Seguem-se o CPOC com 7 atletas, o GD4C com 6, o COC com 5 e a ADFA com 4 elementos. Desta lista fazem ainda parte o Clube Ori-Estarreja (3 atletas), CN Alvito, CP Telecom e GDU Azóia (todos com apenas 1 elemento).

Os “galos” e os “poleiros”


Com Raquel Costa (GafanhOri), Patrícia Casalinho, Andreia Silva e Catarina Ruivo (todas do COC) ausentes, Maria Sá (GD4C) acaba por reunir natural favoritismo no que à ocupação da solitária vaga para o WOC diz respeito. Mas para isso terá de se empenhar a fundo para levar de vencida o confronto directo com atletas bastante mais jovens e plenas de ambição, casos das suas colegas de equipa Joana Costa e Isabel Sá, de Mariana Moreira (CPOC) e ainda das três atletas do GafanhOri, Ana Coradinho, Inês Pinto e Lena Coradinho.

No sector masculino, Tiago Aires (GafanhOri), Marco Póvoa (ADFA) e David Sayanda (Ori-Estarreja) são as grandes ausências. Na luta directa pelo apuramento para o WOC, Tiago Romão (COC), Diogo Miguel (Ori-Estarreja) e Miguel Silva (CPOC) parecem ser os três nomes melhor posicionados, mas perfila-se atrás deles um interessante leque de atletas de grande qualidade capazes do melhor nos momentos decisivos. Perspectiva-se, pois, um fim-de-semana pleno de emoções fortes que o Orientovar procurará acompanhar a par e passo.

[As Informações Técnicas podem ser consultadas AQUI]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: