sábado, 6 de junho de 2009

ORIENTAÇÃO EM MANTEIGAS


“Implementar a Orientação no Município de Manteigas”. É com estas palavras que o Grupo Desportivo 4 Caminhos dá a conhecer o seu mais recente projecto, numa região emblemática em termos ambientais e paisagísticos mas sem qualquer tradição na modalidade. Fernando Costa é, uma vez mais, o grande impulsionador da iniciativa e dá-nos a conhecer, em linhas gerais, os contornos dum projecto que parece ter pernas – e pulmão - para andar.


Orientovar – Há quinze dias atrás foi possível “encontrá-lo” a mais de 1.500 metros de altitude, quase no tecto de Portugal. Com quatro cartas topográficas na bagagem, pode dizer-nos o porquê da sua ida às Penhas Douradas?

Fernando Costa - Desloquei-me às Penhas Douradas para efectuar um reconhecimento pormenorizado de uma área de terreno que já tinha visitado no mês passado, a convite da Câmara Municipal de Manteigas. As Penhas Douradas são a primeira estância de montanha em Portugal. Trata-se duma pequena localidade que nasceu no início do século passado com a construção de um conjunto de chalets, exemplares únicos de arquitectura de montanha no País, e mantém, decorridos 100 anos, quase em absoluto, as mesmas características. É para os amantes da Montanha um local mítico. As Penhas Douradas conseguem ter uma panorâmica sobre Manteigas deslumbrante e depois existe muito perto a Barragem de Vale do Rossim e uma natureza em estado puro.

Orientovar – Aquilo que encontrou correspondeu às suas expectativas?

Fernando Costa - Na primeira visita tinha ficado mais deslumbrado. O pior é quando começamos a andar a pé, a corta–mato e a vegetação nos prega algumas partidas. Nunca pensei que naquela altitude houvesse vegetação tão cerrada. Mas mesmo assim é um local único pela diversidade e quantidade de elementos característicos rochosos e de relevo. Por outro lado, faz falta em Portugal haver mapas diferentes e este vem precisamente ao encontro das necessidades de treino em tipos de terreno que os nossos orientistas poderão também encontrar em competições Internacionais.

Orientovar – Como é que analisa este interesse da Câmara Municipal de Manteigas pela Orientação?

Fernando Costa - A Câmara Municipal de Manteigas está a desenvolver um grande projecto de turismo ligado à natureza, com a promoção dos equipamentos e infra-estruturas já existentes, a valorização de vários conjuntos como as praias fluviais nas nascentes dos rios Mondego e Zêzere e a implementação de 200 km de percursos pedestres. A Orientação é mais uma ferramenta que poderá potenciar a região como um destino privilegiado para aqueles que gostam destas actividades.

Orientovar – Em termos objectivos, que passos julga necessários dar para a concretização do projecto e a implementação da modalidade naquele município?

Fernando Costa - A Associação Manteigas Solidária vai apoiar a realização duma Acção de Formação e poderá ser a mola impulsionadora para que a Orientação tenha pernas para andar. Penso que o projecto vai começar pela base, ou seja pela Formação, e para isso vai ser preciso realizar um mapa. Depois, se houver vontade e os vários intervenientes assim o desejarem, poderá então surgir um evento. O próprio Desporto Escolar poderá ter um papel fundamental se da Formação sair alguém que agarre o projecto.

Orientovar – É possível sonhar com uma prova de envergadura internacional naquele espaço?

Fernando Costa - Ainda é prematuro falar nisso, mas para já é muito importante o interesse manifestado e a forma responsável como tudo aconteceu. Fomos convidados para conhecer a região e avaliarmos as potencialidades para a prática da modalidade. Depois de darmos o nosso parecer foi proposto começar pela Formação o que raramente acontece. Neste sentido penso que o caminho está aberto para haver mais um local com excelentes condições para praticar Orientação e realizar estágios no Verão. Com a possível alteração dos calendários nas próximas épocas, poderá de facto vir a ser uma boa opção para uma candidatura de Portugal à realização dum evento internacional.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

3 comentários:

Jorge Fortunato disse...

Fantástico.
É com grande alegria que leio esta notícia.
Penso que a serra da Estrela é um local com grande potencial para o desenvolvimento da modalidade. O interesse demonstrado pela camara municipal pode ser o início de muito mais. E quem sabe um clube nessa região? provas? Estágios?? =)

Rotiv disse...

Olá :)
O Blogue dos Manteigas de visita a este cantinho ;)
Um abraço,
http://bloteigas.blogspot.com/

Dani disse...

Grande dinâmismo do Fernando Costa.
É deste tipo de iniciativas que a Orientação precisa!