segunda-feira, 22 de junho de 2009

I TROFÉU DO SORRAIA: VITÓRIAS DE MANUEL HORTA E LENA CORADINHO


Bons mapas, bons percursos, muita e boa Orientação, mas poucos participantes. Foi assim no encerramento da Taça FPO Sul de Orientação Pedestre 2008/2009, com o I Troféu do Sorraia. Confirmando tendências, agravando problemas e aconselhando medidas.

As altas temperaturas que se fizeram sentir ao longo do fim-de-semana não impediram cerca de duas centenas de participantes de dar azo à sua alegria, levando ao coração do Ribatejo, uma vez mais, o perfume da Orientação. Última prova da Taça FPO Sul de Orientação Pedestre 2008/2009, o I Troféu do Sorraia ofereceu um programa rico e variado, ao qual não faltou a componente cultural e social como se espera dum evento desta natureza. O projectado Trail-O não chegou a disputar-se por falta de participantes, mas em contrapartida o OriShow foi mesmo isso, um ‘show’ de Orientação, levado ao rubro pelo esforço e empenho de quatro dezenas de participantes.

Momento alto do evento, as duas etapas principais – Distância Intermédia, no sábado, e Distância Média, no domingo - concitaram as atenções e constituíram uma excelente oportunidade para alguns dos nossos atletas mais jovens – e menos jovens! - prosseguirem com o seu apronto técnico e físico. Em causa estão as participações portuguesas nos Campeonatos da Europa de Jovens EYOC Kopaonik 2009 e nos Campeonatos do Mundo de Juniores JWOC Primiero 2009, já a partir do próximo dia 2 de Julho. Ana Coradinho, Rita Rodrigues, Ana Salgado, João Cascalho, Manuel Horta, Inês Catalão, Paulo Pereira ou Vera Alvarez foram alguns dos jovens atletas nesta situação que aproveitaram os exigentes mapas da Herdade dos Laranjos e da Herdade dos Concelhos para mais um importante teste às suas qualidades e capacidades.

GafanhOri, o grande dominador

Em termos competitivos, o GafanhOri conquistou dez dos dezanove pódios do vector competitivo, com natural destaque para as vitórias de dois dos seus atletas, Manuel Horta e Lena Coradinho, no principal escalão. A quinze dias da sua entrada em acção no JWOC Primiero 2009, Manuel Horta levou de vencida Celso Moiteiro (COC) em ambos os dias, ainda que por escassa margem. O terceiro lugar coube a outra jovem esperança do Clube GafanhOri, Jorge Coelho. No sector feminino, a vitória de Lena Coradinho não foi tão linear, valendo-lhe a excelente prestação no segundo dia de provas. Também aqui o COC viu um atleta seu subir ao segundo lugar do pódio, no caso concreto Patrícia Casalinho, enquanto a terceira posição coube a Isabel Salgado (GafanhOri).



Quanto aos restantes escalões, os vencedores ficaram assim distribuídos: Infantis M/F – Pedro Pereira (GafanhOri) e Rute Coradinho (GafanhOri); Iniciados M/F – João Pedro (GafanhOri) e Inês Catalão (GafanhOri); Juvenis M/F – Ricardo Reis (ADFA) e Vera Alvarez (CPOC); Juniores M/F – Tiago Gingão Leal (GafanhOri) e Ana Coradinho (GafanhOri); Jovens M B – João Varela (GafanhOri); Seniores M/F B – Fidel Conde (COC) e Catarina Santos (Clube EDP); Veteranos I M/F – Bruno Silva (ADFA) e Sinikka Illaru (Delta FIN); Veteranos II M/F – Mário Santos (COC) e Assunção Almeida (GafanhOri); Veteranos III M – Armando Santos (Clube EDP); Veteranos M B – José Pedro Morais (Individual). Colectivamente, a vitória coube ao GafanhOri com 2222,6 pontos, seguido do CPOC com 1031,5 pontos e do CAOS com 920,5 pontos.

Organização de parabéns

Não sendo propriamente uma estreia nas lides organizativas do COAC, este I Troféu do Sorraia constituiu para o clube o seu maior desafio. O grau regional conferido ao evento exigiu mais meios materiais e humanos, implicou maiores responsabilidades e levou o COAC a “subir a parada”. Contando com o apoio inestimável da autarquia de Coruche, da Junta de Freguesia de Vila Nova da Erra, do Clube GafanhOri e do CPOC – Clube Português de Orientação e Corrida, Hugo Borda d’Água e seus pares não se fizeram rogados. Um rico e variado programa, aliado à qualidade técnica dos percursos e à capacidade de bem receber das gentes ribatejanas, traduziu-se num fim-de-semana bem passado, pontuado por excelentes momentos de Orientação.

A nota dissonante vai, ainda e sempre, para os baixos níveis de participação nas provas regionais. “Uma floresta, um mapa na mão e o resto… é a alegria da Orientação!” foi válido apenas para um restrito número de felizes contemplados, face a tanta variedade e qualidade. O que vem levantar uma vez mais a questão do valor do actual modelo das provas Regionais, a pedir urgente reformulação e adequação à realidade actual, sob pena de se estar a prestar um mau serviço à Orientação.

Consulte os Resultados Completos em
http://hugomsagua.com/trofeusorraia09/resultados.html.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: