terça-feira, 30 de junho de 2009

EYOC SERBIA 2009: A LONGA VIAGEM ATÉ KOPAONIK


São as primeiras novidades de Kopaonik, depois duma longa e cansativa viagem. Está tudo bem com a nossa comitiva e esta tarde já se realizou o primeiro treino – prometidos, para mais logo, testemunhos, mapas e mais fotos. Mas por agora aqui fica o testemunho da viagem e chegada a Kopaonik.


VIAGEM E CHEGADA A KOPAONIK

Posto a contar á saída de Leiria e parado à chegada aos apartamentos de Kopaonik, na Sérvia, o cronómetro mostrou que 54h55m51s foi o tempo que a comitiva portuguesa levou a chegar ao seu destino para disputar aqui, dentro de alguns dias, o Campeonato da Europa de Jovens.

Passagem por Portugal, Espanha, França, Itália, Eslovénia, Croácia e finalmente Sérvia.


Sábado, dia 27 de Junho. Depois da prova na Praia da Vieira, havia que arrumar tudo nas duas carrinhas e partir rumo a Espanha onde faríamos a primeira paragem para dormir. Após várias horas de viagem foi altura de, já perto da fronteira com a França, parar numa área de descanso, montar as tendas e dormir umas horas, para retomar a jornada.

Domingo, dia 28 de Junho. O dia estava destinado para atravessar todo o sul de França e alcançar pela madrugada Itália, tentando passar Veneza antes do amanhecer. E foi o que aconteceu. Enquanto uns dormiam, outros cantavam e em cada carrinha uma equipa contava os inúmeros túneis que surgem entre Nice (França) e Genova (Itália). Depois ambas as equipas compararam as suas contagens, o número final foi unânime: 137 túneis. Mas uma delas levava vantagem, já que tinha inclusivé, registado a distância de cada túnel, tendo a soma o valor de 58,922 Km!

Segunda-Feira, dia 29 de Junho. Na Eslovénia houve oportunidade de parar numa bela área verdejante, com um castelo, uma ponte sobre um rio e uma floresta impressionante a circundar. Uma estrutura flutuante de madeira sobre o rio foi o local escolhido para algumas fotos da equipa. A rota a partir da Eslovénia teve passagem junto ás seguintes capitais: Ljubljina (Eslovénia), Zagreb (Croácia) e Belgrado (Sérvia).

Aproximavam-se então as fronteiras onde teriam de ser exibidos os passaportes e que nos fariam estar cada vez mais perto do nosso destino. Essa passagem foi relativamente rápida, já que não havia filas, nem foram colocados quaisquer problemas à nossa passagem.

Já na Sérvia, o jantar antes de iniciar a subida para o Parque Natural de Kopaonik foi numa simpática pizaria, com cada pizza (grande) a custar o simpático preço de 1,50 Eur, fruto do baixo custo de vida que tem este país.

Depois de várias curvas sinuosas num trajecto sempre a subir, por entre vultos de árvores imponentes e encostas enormes, eis que surgem as luzes que indicavam a área urbana existente no topo da montanha. E foi com muita alegria que todos saíram das carrinhas, depois da longa viagem desde Portugal.

.

[Texto de Raquel Costa e fotos de Hélder Ferreira]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

2 comentários:

Ana & Tiago disse...

Boa Sorte para todos!!!
Um beijinho do tamanho do mundo!!!
Ana

Nuno José disse...

Muito boa sorte para todos. :D