terça-feira, 23 de junho de 2009

EOC & JWOC MTBO 2009: O BALANÇO DO PRIMEIRO DIA DE PROVAS


Pouco a pouco a Orientação em BTT portuguesa vai-se afirmando com resultados de excelência nas mais variadas competições internacionais. Uma vez mais isso ficou comprovado no dia de hoje, por terras da Dinamarca, graças às prestações de Daniel Marques e João Ferreira, dois verdadeiros especialistas na arte de bem ler o mapa sobre rodas.

Consentâneos com o valor dos nossos atletas, assim se podem definir os resultados alcançados no arranque dos Campeonatos Europeus e Campeonatos Mundiais de Juniores de Orientação em BTT EOC & JWOC MTBO 2009. Prova rápida, num terreno muito técnico, o Sprint desta manhã em Bøndernes Hegn viu João Ferreira (JWOC M20) ser o atleta português melhor classificado, com um 13º lugar entre 61 participantes. Daniel Marques esteve muito perto de fazer história (o seu 16º lugar nos Mundiais de 2007 na República Checa são, ainda e sempre, o maior feito da Orientação em BTT portuguesa, em termos de resultados no escalão de Elite) e foi 17º classificado entre 82 participantes, a escassos 37 segundos da entrada no top-10.

Os restantes oito portugueses acabaram por se posicionar já no último terço das respectivas tabela classificativas, à excepção de Paulo Alípio, 46º classificado no EOC M21, e de Guilherme Marques, 39º classificado no JWOC M20. Joel Morgado foi 69º no EOC M21 e João Palhinha terminou na 53ª posição no JWOC M20. No EOC W21, Maria Amador e Susana Pontes concluíram respectivamente nos 39º e 44º lugares, enquanto Ana Filipa Silva e Margarida Colares, no JWOC W20, foram respectivamente 27ª e 33ª classificadas.

A primeira reacção

Enquanto aguardamos reacções dos atletas portugueses às suas prestações, escutamos já Daniel Marques que, no seu excelente blogue [http://dani-oribtt.blogspot.com/] refere o “bom começo de Campeonato com um 17º lugar a pouco mais de 2 minutos do vencedor. Foi um dia em que pratiquei uma boa orientação e estou contente por ter conseguido adaptar-me a estes terrenos de elevada dificuldade técnica, onde tanto a Orientação como a Navegação exigem um nível de concentração brutal...”

Para o grande campeão português, esta foi uma prova “com 80% de técnica e 20 % de físico” e onde, apesar de ter cumprido com as suas expectativas de alcançar um lugar no top-20, ficou “a sensação que este bom resultado poderia ter sido muito melhor, visto que na parte final cometi alguns erros. E o top-10 ali tão perto...” Amanhã, dia de Distância Média, Daniel Marques espera manter as suas performances com um objectivo de alcançar mais um excelente resultado. E deixa uma certeza: “Vou dar o meu melhor!!!”

Russos e checos dominam medalheiro

Contando com a participação de 231 participantes de 24 países, os Campeonatos viram a Rússia saltar para a frente do medalheiro neste primeiro dia de provas graças às vitórias de Ruslan Gritsan (EOC M21) e de Svetlana Poverina (JWOC W20). De resto, num “bolo” onde apenas cinco países “puseram a mão”, russos e checos foram os grandes dominadores da prova de Sprint, alcançando sete dos doze lugares do pódio. A classificação está assim ordenada:

1º Rússia – 2 ouro e 1 bronze
2º República Checa – 1 ouro, 1 prata e 2 bronze
3º Áustria – 1 ouro
4º Finlândia – 2 prata
5º Dinamarca – 1 prata e 1 bronze.


Amanhã, em Furesø Marina, Farum, corre-se a prova de Distância Média. As partidas terão lugar a partir das 10h00 (9h00 em Portugal Continental) e é com grande expectativa que o Orientovar aqui estará a acompanhar novos e sempre melhores desenvolvimentos.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

1 comentário:

Mário Santos disse...

Parabéns pelas grandes provas do João e do Daniel! Para toda a comitiva, aqui fica mais uma palavra de incentivo, em particular para aqueles que possam ter tido um dia menos bom. Força e concentração que nós aqui vamos seguindo a vossa participação através do Orientovar, que quase consegue ter as notícias antes delas terem acontecido. ;-)

Um grande abraço para todos!

Mário