sexta-feira, 19 de junho de 2009

EM TEMPO DE BALANÇO: A TEMPORADA 2008/2009 VISTA POR TIAGO AIRES


A semana útil chega ao fim e, com ela, um segundo volume de declarações dos responsáveis dos clubes fazendo o balanço da temporada 2008/2009. Encerrando da melhor maneira, escutamos hoje Tiago Aires e o Clube GafanhOri.


TIAGO AIRES
GAFANHORI – CLUBE DE ORIENTAÇÃO DA GAFANHOEIRA

“Fazer do nosso concelho um pólo para a prática de Orientação”


Orientovar - Enuncie os momentos mais significativos da época e refira o próximo grande desafio?

Tiago Aires - Para o GafanhOri, o que tem sido mais significativo é o grande número de pessoas que durante a semana participam nos treinos, com uma média de 35 a 40 atletas e com cada vez mais veteranos e seniores. Resultados importantes para o GafanhOri nesta época de 2008/2009 foram vários, mas destacaria a vitória no Campeonato Absoluto em Femininos e o apuramento de 16 atletas para Campeonato do Mundo de Desporto Escolar. Mas o que dá um enorme orgulho é pensar que este grupo de atletas é hoje em dia o clube com mais atletas no grupo de selecção e ainda há pouco mais de dois anos não sabia sequer o que era a Orientação. Outros momentos importantes para o clube prendem-se com a organização de todos os eventos do GafanhOri, que são sempre levados muito a sério por toda a comunidade.

O nosso próximo grande desafio é a organização da prova nacional ”Meeting Internacional de Arraiolos” que decorrerá a 9 e 10 Janeiro de 2010 e que, para além da prova em si, conta com o “II Trainig Camp New Year” de dia 2 a 8 de Janeiro 2010, onde esperamos conseguir organizar um bom evento, mostrar o nosso concelho e os nossos mapas.

Orientovar - Comparativamente à época anterior, que avaliação faz da evolução da modalidade?

Tiago Aires - Penso que estamos a passar por uma redução clara na participação nos eventos a qual terá de ser invertida urgentemente, com uma maior divulgação. A nível competitivo, os escalões jovens estão com um nível bastante exigente e com muita quantidade de jovens de valor. Nas Elites os primeiros lugares são regularmente dominados por atletas jovens, que vêm da nova geração de atletas que praticam desde muito cedo e que são mais rápidos, mais dedicados e têm mais objectivos internacionais.

Quanto à qualidade das organizações, de uma forma geral as provas em Portugal e em particular os Campeonatos Nacionais, estão a passar uma fase muito negativa no que se refere à qualidade do evento, com fracos percursos, inexistência de pontos de espectadores e arenas pouco acolhedoras. Ainda é mais grave quando isto acontece em Campeonatos Nacionais que pouco dignificam os vencedores e a modalidade. Um aspecto que me parece positivo e importante é o facto de muitos clubes nacionais cada vez estarem mais preocupados em organizar estágios, treinos e intercâmbios. Isto é sinónimo de um aumento da qualidade de trabalho dos clubes, que é importantíssimo pois não poderá ser só a Federação a assumir esse esforço.

Orientovar - Um voto para o Clube e para a Orientação em Portugal na próxima temporada?

Tiago Aires - O clube espera continuar a aumentar o número de praticantes em todas as faixas etárias, produzir um maior número de mapas no concelho de Arraiolos (temos neste momento previsto a produção ainda este ano de mais 27 km2 de mapas) e fazer do nosso concelho um pólo para a prática de Orientação, onde os clubes podem pernoitar e treinar com qualidade, não só os Portugueses mas também de outros países e assim permitir intercâmbios.

Quanto à Orientação, espero que o bom ambiente que se tem vivido entre clubes se mantenha e que possamos todos juntos aumentar a qualidade e quantidade dos eventos, dos atletas e dos técnicos. Aguardo com grande expectativa os resultados nos próximos anos nos EYOC, JWOC e WOC pois parece-me que estes jovens estão a trabalhar bem e com a dedicação e atitude que têm demonstrado o salto terá de ser positivo.


Veja também nesta rubrica as opiniões de
- Luís Santos, CPOC [
AQUI]
- Jacinto Eleutério, ADFA [
AQUI]
- Paulo Fernandes, LEBRES DO SADO [
AQUI]
- António Amador, ORI-ESTARREJA [
AQUI]
- Daniel Raposo, COALA [
AQUI]
- Hugo Borda d’Água, COAC [
AQUI]
- Afonso Pimentel, COA [
AQUI]
- Guilherme Martins, ÀS 11 NO FAROL [
AQUI]
- Jorge Ramos, CAMINHEIROS DA PORTELA [
AQUI]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

1 comentário:

Rafael da Silva Miguel disse...

Muito brigado Margarido por todo o trabalho desenvolvido, e que ele se estenda por muito tempo :D

E muito obrigado ao Tiago Aires pela ajuda que nos dá(aos jovens) em todas ocasiões que se encontra connosco.

OBRIGADO a todos os que ajudam a que Orientação em Portugal possa subir de nível!

Beijos e abraços