sexta-feira, 12 de junho de 2009

EM TEMPO DE BALANÇO: A TEMPORADA 2008/2009 VISTA POR DANIEL RAPOSO


Depois do CPOC, ADFA, Lebres do Sado e Clube Ori-Estarreja, visitamos hoje o litoral alentejano ao encontro do COALA e de Daniel Raposo. É ele que nos dá a conhecer o balanço da temporada para o popular clube de Vila Nova de Santo André.


DANIEL RAPOSO
COALA – CLUBE ORIENTAÇÃO AVENTURA LITORAL ALENTEJANO


"Que o clube continue a crescer de forma sustentada"

Orientovar - Enuncie os momentos mais significativos da época e refira o próximo grande desafio?

Daniel Raposo - Como momentos mais significativos da época penso que será importante destacar algumas boas organizações e alguns dos novos mapas que foram apresentados esta época, como sejam os casos do NAOM e do POM, e cujo clima sentido foi de festa para a Orientação nestes dois eventos. Não poderíamos também deixar de manifestar uma palavra de apreço para a existência, pela primeira vez, de um Dia Nacional de Orientação, o dia 14 de Março.

Em termos também do nosso clube, e sendo o COALA um clube "pequeno", não poderíamos deixar de destacar o facto de nesta época termos conseguido alcançar um 3º lugar no escalão de H55 no Campeonato Nacional de Distância Média, e o 1º lugar do Ranking Regional Sul da Taça FPO no escalão de H21B. Para além de outras vitórias em provas alcançadas ao longo da época, pensamos que estes dois pódios merecem o nosso especial destaque.

Os nossos próximos grandes desafios passam por manter viva a divulgação e pela sustentação da prática da modalidade na região do Litoral Alentejano. Este ano iremos organizar o nosso VII Ori-Escolas e cerca de uma dezena de eventos locais no Concelho e arredores. Também à semelhança da época que passou temos previsto mais uma organização do Troféu OriAlentejo. Para a próxima época não iremos organizar nenhum evento da FPO, no entanto temos como objectivo, quiçá para a época de 2010/2011, voltarmos às organizações de uma prova do Regional ou da Taça de Portugal.


Orientovar - Comparativamente à época anterior, que avaliação faz da evolução da modalidade?

Daniel Raposo - Relativamente à evolução da modalidade, penso que esta época se tem verificado um decréscimo ao nível da participação de atletas nas provas, sendo esta diminuição muito acentuada ao nível da Ori-BTT e do Regional, com muitos eventos a registarem menos de 100 atletas.

Em termos de resultados desportivos, esta época apresentou uma particularidade importante pois veio consolidar o trabalho que tem vindo a ser feito em termos de aposta nas camadas jovens, trazendo para a “ribalta” jovens campeões como Tiago Romão e Miguel Silva, entre outros.


Orientovar - Um voto para o Clube e para a Orientação em Portugal na próxima temporada?

Daniel Raposo - Para o COALA o nosso voto é o de que o clube continue a crescer de forma sustentada e que possamos vir a ter mais atletas a participar e a continuar a promover a prática da Orientação nesta região do Alentejo. Somos um clube pequeno e com poucos atletas, mas nem por isso somos comodistas e nos aquietamos, acreditando sempre que o trabalho que temos vindo a fazer, em parceria com as escolas do Concelho, dará os seus frutos para a modalidade.

Para a Orientação de uma forma global gostaríamos que a próxima temporada fosse mais um ano de crescimento com melhores eventos e organizações e com uma participação mais acentuada dos atletas. Pensamos também que a realização do WOC’2010 em BTT será mais um grande ‘driver’ (à semelhança do WMOC’08) para a divulgação da modalidade e para a consolidação da imagem de Portugal e da nossa Federação no que diz respeito à capacidade de organização de grandes eventos de Orientação.

Veja também nesta rubrica as opiniões de
- Luís Santos, CPOC [
AQUI]
- Jacinto Eleutério, ADFA [
AQUI]
- Paulo Fernandes, LEBRES DO SADO [
AQUI]
- António Amador, ORI-ESTARREJA [
AQUI]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: