terça-feira, 26 de maio de 2009

OS VERDES ANOS: INÊS CATALÃO


Olá!

Chamo-me Inês Isabel Mariano Catalão, tenho 13 anos e frequento o 8º Ano na EB 2,3 Cunha Rivara (Arraiolos).

A minha estreia... Foi no Jardim Publico de Vendas Novas que tive o primeiro contacto com a modalidade, no ano de 2005, através das “Escolas e Escolinhas de Desporto de São Pedro da Gafanhoeira”. Comecei por fazer algumas provas Regionais, mas só em 2007 comecei a ganhar o gosto pela modalidade, quando fui ao meu primeiro estágio, o Ori-Jovem, em Vendas Novas.

O meu clube... Em 2007 federei-me pelo SRSP Gafanhoeira, que mais tarde passou a ser Gafanhori, clube no qual pretendo continuar por muitos anos.

Os meus treinos... Actualmente sou treinada pelo Tiago Aires e pela Raquel Costa, que me motivam muito a todos os níveis, técnicos, físicos e… escolares!!! Treino fisicamente às terças e quintas-feiras e tecnicamente às quartas.

Campeonato do Mundo de Desporto Escolar de Orientação... Foi a minha primeira experiência, e adorei!!! Achei espectacular todo aquele ambiente. Havia pessoas com quem nunca tinha falado e, com o passar dos dias - poucos dias! -, parecia que já nos conhecíamos há imenso tempo. Estávamos todos super unidos, desde os mais novos aos mais velhos. E todos com um objectivo comum de fazer historia!

Em relação a mim... Antes de ir para o Campeonato do Mundo, sempre pensei conseguir melhor resultado na Distância Longa do que na Distância Média. O meu grande objectivo para a Longa era ficar nos 10 primeiros, mas tanto eu como o Tiago Aires tinhamos a noção que iria ser muito difícil devido à minha lesão. Depois da prova de Distância Longa me ter corrido muito mal e não ter conseguido ir para além do 21º lugar, pensei que não iria conseguir nada este ano.

Afinal… No dia da Distância Média estava um pouco menos nervosa, não tinha tantas expectativas e, antes da prova, eu e o Professor Daniel Pó tinhamos feito um exercício de concentração que na minha opinião ajudou bastante. Mas mesmo os poucos nervos que tinha, depois de pegar no mapa, desapareceram! A prova foi quase perfeita, tanto a nível técnico como a nível físico. No final cometi algumas hesitações, mas nada de muito grave. Quando cheguei ao Sprint final estavam todos a puxar muito por mim, mas eu não estava a perceber muito bem o que se estava a passar. Só depois de ter chegado à meta é que percebi que tinha feito a “prova da minha vida”, quando o Tiago Aires e as colegas da minha equipa vieram ter comigo todos contentes, e me disseram que eu estava em 2º lugar com muita vantagem sobre o 3º. Eu nem queria acreditar!!! E só acreditei quando subi ao pódio, já que os resultados não foram actualizados antes da entrega de prémios e na última actualização ainda só estavam afixados cerca de metade das atletas.

Objectivos para o futuro... De momento estou focada em ser apurada para o EYOC, caso consiga, depois lá veremos. No EYOC, isso sim, não vai ser nada fácil!!!

Inês Catalão

.

Sem comentários: