quinta-feira, 30 de abril de 2009

PELO BURACO DA FECHADURA...


É já amanhã que têm início os muito aguardados Campeonatos Nacionais de Ori-BTT 2008 / 2009 e V Campeonato Ibérico. Com a ajuda de Tiago Lopes, Director da Prova, espreitamos agora o evento “pelo buraco da fechadura”…

Orientovar - O que representa para o CAOS a organização destes Campeonatos Nacionais de Ori-BTT e V Campeonato Ibérico?

Tiago Lopes - Para o CAOS e para O-BTT a nível nacional, a organização desta prova significa que também é possível organizar provas de O-BTT com mais de dois dias, como é habitual, pois não é um exclusivo da Pedestre. Significa ainda que o potencial de praticantes das duas rodas ainda está muito longe de se esgotar. Verificamos que há Maratonas de BTT com 4000 participantes mas estou certo que a maioria não conhece a Orientação ou nunca foi ensinado. Pretendíamos “bater” o recorde do CAOS, quanto ao número de praticantes, numa prova de O-BTT, que foi cerca de 430 em 2005, mas a localização geográfica do evento limita este objectivo.


Orientovar - Porquê Ourém?

Tiago Lopes – Por duas razões. O norte do concelho de Ourém, porque tem uma área com uma imensa floresta, com possibilidade de estender o mapa existente e organizar outros eventos. É de salientar que o Núcleo de Aventura e Desporto de Albergaria dos Doze tem no concelho de Pombal, a norte da área onde se vai disputar o Campeonato, cerca de 40 km2 de mapas para O-BTT, o que significa que esta zona centro, no momento, é a que tem maior área contínua a nível nacional para a prática da disciplina. A segunda razão é porque sou natural do concelho.

Orientovar - Serão três dias de intensa actividade a requerer uma logística muito pesada. Que dificuldades têm sentido, com que meios contam e quais os apoios que destacaria?

Tiago Lopes - A primeira grande dificuldade foi conseguir um local para os banhos dos atletas, porque não existem infra-estruturas. Foi fundamental o apoio da Verourém para a utilização de um dos pavilhões gimnodesportivos mais próximos do local do evento.
Outra foi o alojamento da organização e alimentação porque não há restaurantes nas proximidades.


Orientovar - Face aos valores em presença neste peculiar “Portugal – Espanha”, o que podemos esperar em termos competitivos?

Tiago Lopes -Estamos a contar com um domínio avassalador português.

Orientovar - Do vasto programa, nomeadamente do ponto de vista social, há algum aspecto que gostaria de chamar a atenção?


Tiago Lopes - No nosso ‘site’ promovemos os melhores locais turísticos do concelho e a sua inclusão num dos vídeos promocionais que elaborei em 2008, disponível em
http://www.youtube.com/watch?v=yF9XJLXZ9ek. A visita ao Castelo de Ourém, ao santuário de Fátima ou às Grutas é sempre uma referência para ocupar os tempos livres.
Estamos a ultimar a preparação de um ‘workshop’ sobre um tema alusivo à modalidade, ainda por definir.

Orientovar - Na qualidade de Director da Prova, qual a sua maior ambição?

Tiago Lopes - É sempre uma satisfação terminar a prova sem reclamações ou protestos.

Orientovar - Seria capaz de enunciar dois ou três bons motivos para orientarmos os nossos interesses para Ourém?

Tiago Lopes - Um mapa, uma bússola e um desafio sobre rodas.

[saiba tudo sobre o evento em
http://www.107caos.com/cn-o-btt09/]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: