domingo, 26 de abril de 2009

III TROFÉU ORI-ALENTEJO: PEDRO NOGUEIRA E LÍDIA MAGALHÃES VENCEM 7ª ETAPA


Com o III Troféu Ori-Alentejo a caminhar a passos largos para o seu final, as dunas de S. Torpes foram palco da 7ª Etapa, numa organização conjunta do COALA – Clube de Orientação e Aventura do Litoral Alentejano e da Secção de Orientação da Casa do Pessoal do Clube EDP, de Sines.

Contrariando o “mau agoiro” meteorológico, o Dia da Liberdade apresentou-se airoso, convidando para uma bela jornada de Orientação. Porque foi disso que se tratou para centena e meia de participantes. Gente nova e menos nova, caras umas mais conhecidas que outras, a habitual forte presença do GafanhOri, Tiago Aires na locução, Armando Santos de máquina fotográfica em punho. E uns braços nus que se entrecruzam a proteger-se do vento frio, o Nuno José a comer rosquilhas, um pódio nas dunas…

O mapa é o mesmo que recebeu, em 23 e 24 de Abril de 2005, o II Troféu de Orientação Pedestre Cidade de Sines, prova da Taça de Portugal organizada já na altura pela CP EDP Sines. Para os mais avisados, um mapa tecnicamente muito exigente, a requerer uma boa leitura do relevo. Os “brancos” estão agora ocupados pelas arbustivas secas que dificultam a progressão e embaraçam os menos expeditos. Irão ser precisas mais do que unhas para tocar esta guitarra.

ADFA vezes dois

No escalão Difícil, Pedro Nogueira e Lídia Magalhães, ambos da ADFA, não sentiram dificuldades de maior para levar de vencida a concorrência. Pedro Nogueira alcançou a sua segunda vitória no Troféu, cumprindo os 5,850 km (29 pontos de controlo e 190 m de desnível) em 44.36. Na segunda posição classificou-se João Mega Figueiredo (CN Alvito), com mais 4.34 que o vencedor, enquanto Nuno Pedro (CAOS) foi terceiro com 53.35. No sector feminino, Lídia Magalhães estreou-se a ganhar. A atleta gastou 1.07.22 no mesmo percurso, deixando atrás de si Lena Coradinho e Inês Pinto, ambas do GafanhOri, a 8.30 e 16.17 de diferença, respectivamente. Raquel Costa, com um "mp", destaca-se pela negativa.

No lote dos restantes vencedores, uma saudação especial para o Clube da Natureza de Alvito, uma das entidades organizadoras do Troféu, mas que até à data não tinha ainda ouvido soar o seu nome no lugar mais alto do pódio. Conseguiu-o desta vez graças às vitórias de Paul Roothans (Fácil Masculino) e de Nuno Soares (Médio Masculino). Rute Coradinho (GafanhOri) levou de vencida o escalão Fácil Feminino, o que sucede pela terceira vez nesta terceira edição Ori-Alentejo, enquanto Rita Rodrigues, também do GafanhOri, somou nova vitória no escalão Médio Feminino às quatro alcançadas anteriormente e afirma-se como a mais ganhadora atleta no Troféu. Finalmente, no escalão de Iniciação, Gabriel Brasileiro fez as honras do COAC, um emblema que vai sendo presença habitual nos pódios do Ori-Alentejo.

O “bis” de Pedro e Lídia

Oferecido pela Junta de Freguesia de Vila Nova de Santo André, o almoço juntou orientistas e população local, constituindo um momento privilegiado de confraternização e troca de experiências, ao som da música do sempiterno e muito amado Zeca. “Eles comem tudo, eles comem tudo…”

Para “esmoer” febras e entremeadas, seguiu-se uma prova de Sprint por entre as estreitas e tortuosas artérias da vila. Pedro Nogueira e Lídia Magalhães mostraram uma vez mais a sua supremacia face à concorrência, vencendo em Absolutos Masculinos e Femininos, respectivamente. Rute Coradinho e Paulo Falcão, ambos do GafanhOri, triunfaram em Jovens, enquanto o par José Mateus / Inês Gonçalves (GafanhOri) levou de vencida o escalão de Iniciação.

O III Troféu Ori-Alentejo prossegue no próximo mês de Maio, a 17, com a 8ª etapa a ser disputada em S. Bartolomeu – Évora.

[foto retirado do álbum da prova em
http://picasaweb.google.com/OriCoala/20090425IIIOriAlentejo7Etapa#]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

1 comentário:

Nuno José disse...

Eram bolachas não eram rosquilhas :D