sábado, 18 de abril de 2009

2009 ISF WORLD SCHOOL CHAMPIONSHIP ORIENTEERING MADRID: PRATA VEZES TRÊS!

.
Memorável! É desta forma que podemos classificar a participação das equipas portuguesas na prova de Distância Média dos Campeonatos Mundiais de Orientação de Desporto Escolar ISF 2009, que decorrem em Alcalá de Henares até amanhã.

Cerrou fileiras, subiu e desceu com raiva as acentuadas ravinas do mapa de Monte El Viso, mostrou garra de campeã e juntou ao ouro de Edimburgo uma mais que merecida medalha de prata. Foi assim Vera Alvarez na prova de Distância Média dos Mundiais ISF 2009, com a atleta da EB 2,3 Sarrazola a cumprir os 2,3 km de prova (12 pontos de controlo, 155 m de desnível) em 21.27 (o tempo estimado pela organização para a vencedora era de 27 minutos!). Vera bateu as suas rivais de sempre no escalão Iniciados Femininos - Selecção, Liga Valdmane (Letónia) e Zoe Harding (Inglaterra), apenas não conseguindo superar a inglesa Florence Haines, que assim junta o ouro na Média àquele alcançado anteontem na Longa.

Nesta verdadeira jornada vitoriosa, Vera Alvarez não esteve sozinha. A surpresa – e que deliciosa surpresa! – veio de Inês Catalão no escalão de Iniciados Femininos – Escola. A jovem atleta da EB 2,3 Cunha Rivara fez a prova da sua vida, “vingando” o 21º lugar da prova de Distância Longa e concluindo o percurso de 2,1 km (11 pontos de controlo, 160 m de desnível) em 19.21. À sua frente só mesmo Sandra Grosberga (Cesis Friendly Appeal SGS, Letónia), com menos 26 segundos.

Menções honrosas para Joana Costa e Mariana Moreira

Portugal alcançou ainda duas menções honrosas no pódio, correspondentes ao 5º lugar de Joana Costa e ao 6º lugar de Mariana Moreira, ambos no escalão de Juvenis Femininos – Selecção. A prova teve uma distância de 2,6 km (11 pontos de controlo, 185 m de desnível), que as nossas atletas concluíram em 22.08 e 22.16, a escassos 12 segundos e 20 segundos, respectivamente do 3º posto. A vitória, perfeitamente esperada, sorriu à atleta sueca Tove Alexandersson, que “bisa” o ouro nestes Campeonatos.

Por uma unha negra

Sem menção honrosa por uma unha negra ficou Ana Coradinho (EB 2,3 Cunha Rivara), 7ª classificada no escalão de Juvenis Femininos – Escola. A atleta arraiolense completou o seu percurso de 2,6 km (12 pontos de controlo, 205 m de desnível) em 23.32, a escassos 20 segundos de Sabine Tilta (Valmiera Pargauja Gimnasium, Letónia), 6ª classificada. A vitória coube à sueca Helena Karlsson (Eksjö Orientieringsgymnasium), com 19.13, também ela repetindo o triunfo alcançado na prova de Distância Longa.

Depois do desaire de quinta-feira, Luís Silva (ES Pinhal Novo) teve hoje um desempenho mais consentâneo com as suas reais capacidades, terminando também ele “à porta” dos lugares de honra, já que foi 7º classificado no escalão de Iniciados Masculinos – Escola. Medalha de prata na prova de Distância Média ISF Edimburgo 2008, Luís Silva completou o percurso de 2,5 km (12 pontos de controlo, 195 m de desnível) em 21.18, a escassos 12 segundos do 6º classificado, o inglês Robert Aidan Smith. A vitória coube ao letão Valters Lubinskis, com um registo de 16.53, enquanto o espanhol Eduardo Gil, campeão do Mundo de Distância Longa, não foi além da 5ª posição.

Prata para as Juvenis da Cunha Rivara

As últimas referências a título individual vão para mais dois atletas portugueses no top-10. Miguel Ferreira (ES Palmela) foi o 9º classificado no escalão de Iniciados Masculinos – Selecção, tendo gasto apenas mais 7 segundos que Luís Silva e confirmando o bom desempenho da prova de Distância Longa. Em Juvenis Femininos – Escola, Ana Salgado melhorou o 15º lugar alcançado na prova da passada quinta-feira e foi agora 10ª classificada, com 25.21.

Em termos colectivos, e enquanto se aguarda a divulgação dos resultados finais por parte da Organização, é já possível adiantar que a turma Juvenil Feminina – Escola da EB 2,3 Cunha Rivara melhorou o 3º lugar provisório que trazia da prova de Distância Longa e sagrou-se Vice-Campeão do Mundo. Para tal, contribuiu o somatório dos tempos das suas três melhores atletas em ambas as provas, a saber, Ana Coradinho (1.21.08), Ana Salgado (1.27.13) e Inês Pinto (1.29.19). Mas Rita Rodrigues e Ana Tomás estão igualmente de parabéns. À nossa frente só mesmo as poderosas suecas do Eksjö Orientieringsgymnasium, com menos 49.18 (!).

Contamos em breve disponibilizar os restantes resultados dos nossos atletas e proceder à respectiva análise.
.
[fotos gentilmente cedidas por Ricardo Chumbinho]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: