quarta-feira, 15 de abril de 2009

2009 ISF WORLD SCHOOL CHAMPIONSHIP ORIENTEERING MADRID: AS PRIMEIRAS IMPRESSÕES


Com a preciosa ajuda do Professor Ricardo Chumbinho na recolha de depoimentos e tratamento de textos, publicamos as primeiras impressões de alguns protagonistas à chegada a Madrid.

“Fiquei bastante satisfeita com essa experiência [de alojamento em casa de uma família], pois é uma nova maneira de as pessoas de vários clubes se conhecerem melhor. Acho que falo por todos ao dizer que fui muito bem recebida na casa que me calhou e que voltaria a repetir a experiência, ou mesmo receber pessoas na minha casa.

Nesta viagem, os aspectos mais marcantes até agora foram sem dúvida as músicas cantadas no autocarro, que deixam todas as pessoas mais bem dispostas e também o pequeno treino de corrida que todos fizeram à chegada.

As duas provas que se seguem vão dar luta a todas as pessoas. Acho que Portugal tem uma boa selecção e também equipas de escola bastante fortes e com muitas possibilidades de ficarem bem classificadas e de representarem bem o país, pois com todos os treinos e estágios feitos propositadamente para este campeonato, ninguém irá ficar mal viso e todos irão dar o seu melhor.

No evento em geral, todos se vão divertir e mais uma vez apreciar as paisagens espanholas e tentar representar Portugal o melhor possível.”

Nádia Silva (EB 2,3 Sarrazola – Colares)


“Destaco a recepção realizada pelos alunos de S. Pedro da Gafanhoeira que nos receberam como familiares. Muito bom foi reencontrar os alunos de outras nacionalidades com quem já convivemos no ano anterior, na Escócia. Rapidamente reavivámos uma relação de amizade estabelecida aí. Até já nos aconteceu um episódio engraçado, com esses atletas. Ao passarem pelo nosso quarto, apercebendo-se que estávamos a ouvir música, entraram em grupo transformando o espaço numa discoteca por alguns momentos.

A viagem de autocarro foi muito interessante pela animação que foi sendo naturalmente criada, desenvolvendo o espírito de grupo.

Pelos boletins já divulgados e pelo que se passou até ao momento, a organização parece ser de melhor qualidade que a que pudemos assistir na Escócia, em 2008.”

Bruno Jesus (Escola Secundária Pinhal Novo)


“Desde que chegámos a São Pedro da Gafanhoeira que os atletas e as famílias que nos receberam de “braços abertos”, revelaram o gosto que fazem em bem receber, fazendo questão que voltemos a sua casa. O reencontro e o convívio com as outras delegações é um dos aspectos que também me agrada muito nestes eventos.

A viagem de autocarro foi algo desgastante, notando algum cansaço. Uma viagem de avião poderia ser menos cansativa.

Para já a organização parece estar muito bem. Até a alimentação é melhor que a da Escócia, no ano anterior. O alojamento é de boa qualidade, bem localizado e com bons quartos, propiciando um ambiente de convívio entre todos.”

Ricardo Reis (Escola Secundária Pinhal Novo)



"Está a ser uma experiência boa, diferente, pois nunca tinha participado em nenhum mundial, nem em nenhuma outra prova desta envergadura. Estou a conhecer pessoas novas e está a correr muito bem.

Marcou-me o facto de sermos bastante bem recebidos na Câmara Municipal de Arraiolos pelo Presidente da Câmara e pela Vereadora do Desporto.

As sandes estavam bastante boas, a viagem é que se torna demasiado cansativa, pois são muitas horas de viagem."

Ana Tomás (EB 2,3 Cunha Rivara)


“Uma experiência completamente nova. Foi interessante receber os colegas em minha casa e penso que é importante para nos ficarmos a conhecer melhor. Como é a primeira vez neste evento, penso que poderá ser uma boa preparação para competições futuras.

Até ao momento ainda nada de relevante me marcou. A viagem é muito cansativa."

Ana Coradinho (EB 2,3 Cunha Rivara)


“É a segunda vez que tenho a felicidade de poder integrar a comitiva portuguesa no Campeonato do Mundo de Desporto Escolar, mas desta vez é diferente. Partimos da vila de São Pedro da Gafanhoeira, onde tivemos a possibilidade de pernoitar em casa de atletas do Gafanhori. Até ao momento tem-se vivido um óptimo ambiente entre todos, que prevê uma excelente semana de Desporto Escolar.

O que mais me marcou até ao momento foi a simpatia e a hospitalidade dos habitantes de São Pedro de Gafanhoeira, especialmente daqueles que nos receberam em suas casas. Foi extremamente interessante conhecer um estilo de vida tão diferente do meu, já que habito num meio tipicamente urbano.

Quanto a toda a logística, o que posso referir é o cansaço da viagem. Saímos de Vila do Conde na segunda-feira de manhã às 11h e chegamos a Madrid já passavam das 17h de Terça-feira, o que é sem dúvida uma longa e cansativa viagem de autocarro. Porém, certamente compensará.

Isabel Sá (EB 2,3 A Ribeirinha – Vila do Conde)


“Estou a sentir-me bem e a gostar do convívio entre o grupo.

Em relação à Organizaçao está tudo óptimo. Fomos recebidos muito bem na casa dos nossos colegas orientistas. A viagem é cansativa, mas vale bem a pena."

Gonçalo Cruz (Escola Secundária Santa Maria – Sintra)



“Para primeiro ano como representante do Desporto Escolar de Orientação da Escola Cunha Rivara de Arraiolos, no mínimo toda esta experiência tem sido deveras enriquecedora. Não só neste momento em especial, onde se pode verificar todo um espírito de entreajuda e camaradagem entre alunos e professores - a recepção em S.Pedro da Gafanhoeira realça o que de melhor existe no verdadeiro espírito de prática desportiva -, mas também na excelente recepção da Câmara Municipal de Arraiolos, que parece indiciar uma excelente semana. Gostaria ainda de focar o percurso realizado até à data onde muitas vezes os papéis se invertem e os atletas da Cunha Rivara funcionam como autênticos “pilares de motivação” para quem agora está a começar.

O aspecto mais marcante desta experiência foi a abertura da comunidade de S. Pedro da Gafanhoeira a toda a Delegação que integra o Campeonato do Mundo de Escolas. Abertura essa que anteriormente já tinham demonstrado em relação à própria modalidade em si. Por brincadeira costumo dizer que saem debaixo das pedras para fazer orientação na Gafanhoeira.

Estamos em Madrid mas a pensar já na candidatura Portuguesa para 2013. Penso que não existem duvidas que condições óptimas de terrenos e mapas de orientação de qualidade existem e a nossa sempre amigável forma de receber joga sempre em nosso favor. Só mesmo algumas dificuldades logísticas ao nível de alojamento poderão condicionar a mesma. Só me resta que essas condicionantes, com a ajuda de todos, sejam vencidas e que realmente esse possa ser um projecto vencedor. E preferencialmente em Arraiolos."

Professor José Mateus (EB 2,3 Cunha Rivara)

.

Sem comentários: