terça-feira, 31 de março de 2009

CAMPEONATO NACIONAL DE ESTAFETAS 2008 / 2009: GAFANHORI ENTRA PARA A HISTÓRIA


São, a par do COC, os grandes vencedores do Campeonato Nacional de Estafetas 2008/2009. Os jovens atletas do GafanhOri levaram na bagagem quatro títulos, fizeram história ao vencerem os Iniciados em ambos os sectores na primeira vez em que a prova se abriu ao escalão e confirmaram o excelente trabalho que vem sendo desenvolvido em S. Pedro da Gafanhoeira. Sobre isto ouvimos Tiago Aires e Raquel Costa, os dois principais obreiros dum projecto que se afirma a cada dia que passa.

“Devo dizer que a grande surpresa foi a vitória do Ori-Estarreja nos Juniores Masculinos. E ganhou com um mérito enorme já que todos os três fizeram uma grande prova. O Fábio Pereira, por exemplo, sai com apenas três minutos de avanço sobre o Manuel Horta e acaba com dois de avanço. Só isso diz logo muita coisa. O Rafael Miguel é bom, mas o Mouco vai tendo alguma irregularidade e o Fábio é muito irregular. Achava, claramente, que o GafanhOri ganhava à vontade. O Filipe Salgado e o Jorge Coelho são atletas regulares e o Manuel Horta deveria fazer a diferença, mas…”

“Nas Juniores femininas houve uma grande barraca no mapa, com um caminho que desapareceu e apareceu num sítio errado. A Lena Coradinho perdeu cerca de dez minutos à procura dum caminho que não existia e os 4 Caminhos parecia terem a vitória na mão. Sobretudo depois dum percurso fantástico da Joana Costa – aliás, eu tenho a certeza que nos femininos ninguém ganha à Joana em Portugal. No último percurso a Ana Coradinho agarra a Isabel Sá já no ponto de espectadores e é aí que se sente quem aguenta a pressão e não aguenta. A Isabel sente que está a ser apanhada, a Ana Coradinho arrisca tudo e valeu a pena. Ainda acabou por lhe ganhar mais de dois minutos na parte final e foi fantástico.”

Tiago Aires



“Estava à espera disto. Estamos sempre à espera do melhor e acreditamos sempre no melhor, mesmo sabendo que a Orientação tem factores incontroláveis e não havendo nunca a certeza de que as coisas vão correr inteiramente bem. É preciso perder primeiro, para depois ganhar.”
.
“Percebemos que os resultados vão aparecendo a pouco e pouco, mas estes quatro títulos são o fruto do trabalho deles e a confirmação plena de que estão a evoluir.”

“Podemos ter boas surpresas nos Mundiais de Desporto Escolar em Madrid. Todos eles estão familiarizados com o mapa, embora esta seja para muitos deles a primeira experiência internacional e o competirem lado a lado com atletas de outros países. Mas revelam uma força muito grande, principalmente no aspecto do colectivo, e tenho grandes expectativas em bons resultados.”

Raquel Costa


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: