segunda-feira, 30 de março de 2009

CAMPEONATO NACIONAL DE DISTÂNCIA LONGA 2008 / 2009: À CONVERSA COM LUÍS SÉRGIO


Estávamos na época de 1994 / 1995 e Luís Sérgio sagrava-se o primeiro Campeão Nacional de Distância Longa, na altura designada por Distância Clássica. Antes da 15ª edição do Campeonato Nacional 2008 / 2009 o Orientovar ouviu o atleta, convidando-o a fazer apelo às suas memórias e a partilhar aqui essas impressões.

Orientovar – Foi o primeiro Campeão Nacional de Distância Longa. Onde foi, quantos eram, como foi?

Luís Sérgio - Garantidamente já não me lembro onde foi, teria de ir consultar os meus arquivos. Já foi, de facto, há muito tempo… Na altura havia muito poucas provas, estariam à volta de cem atletas, não mais do que isso.

Orientovar – O que sentiu nesse momento?

Luís Sérgio – Não tinha bem a noção disso. Estava há pouco tempo na Orientação e a modalidade não tinha a dimensão que tem agora. Éramos mais um grupo de amigos que ia fazendo umas provas. Não sei se teve assim um grande impacto em mim, pelo menos não me recordo de ter ficado particularmente emocionado. Mas é óbvio que ter sido Campeão Nacional tem sempre alguma importância.

Orientovar – Representava a Associação de Comandos. Era Comando na altura?

Luís Sérgio – Não, já não era Comando. Fiz tropa nos Comandos e houve ali um período em que se pretendeu dinamizar um clube dentro da Associação de Comandos. Ainda participámos em várias provas, mas o clube foi-se extinguindo.


Orientovar – Que evolução nota nestes quinze anos?

Luís Sérgio – Tudo evoluiu. Em termos de envolvência e do número de participantes houve, obviamente, um enorme crescimento. A qualidade dos mapas é bastante superior e também há uma enorme evolução no que diz respeito aos terrenos. Na altura não havia tanta sensibilidade na escolha dos terrenos. As provas eram geralmente disputadas em zonas bastante desagradáveis e agora nota-se o cuidado em ir ao encontro de bons terrenos para a prática da modalidade e, ao mesmo tempo, terrenos em zonas bonitas.

Orientovar – É mais motivador disputar agora um Campeonato Nacional?

Luís Sérgio - Eu sempre achei motivador! Mas, sim… Agora é mais motivador e bem mais agradável para correr.

Orientovar- Daqui a quinze anos, o que poderemos esperar da nossa Orientação?

Luís Sérgio – Espero que continue a evoluir, que haja cada vez mais gente a praticar e que se possa ter uma festa maior ainda em torno da modalidade.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: