quinta-feira, 26 de março de 2009

CAMPEONATO NACIONAL DE DISTÂNCIA LONGA 2008 / 2009: A PRIMEIRA GRANDE FINAL DA TEMPORADA


As vastas e deslumbrantes paisagens minhotas voltam a ser palco dum grande evento de Orientação Pedestre, já no próximo fim-de-semana. A Serra da Cabreira, em Vieira do Minho, recebe os Campeonatos Nacionais de Distância Longa e de Estafetas e encerra a promessa de espectacularidade, emoção e uma enorme incerteza quanto aos resultados finais.

Regressando a um mapa onde se gravaram a ouro algumas das mais belas páginas da Orientação em Portugal, o Clube de Orientação do Minho tem a responsabilidade de mais uma grande organização, contando para tal com os apoios da Câmara Municipal de Vieira do Minho e da Federação Portuguesa de Orientação.

Os Campeonatos Nacionais de Distância Longa e de Estafetas têm tudo para se transformarem num evento memorável, feito de paisagens deslumbrantes, bons mapas, percursos desafiantes e muita luta pelos principais títulos, num ambiente de festa que, por certo, irá ao encontro dos gostos e sensibilidades mesmo dos mais exigentes.

Um pouco de história

No sábado, dia 28, a partir das 12h00, disputar-se-á o Campeonato Nacional de Distância Longa. Com a designação inicial de “Campeonato Nacional de Distância Clássica”, o evento vem-se disputando regularmente desde a época de 1994 / 1995. Nessa primeira edição, entre os 13 campeões nacionais nos vários escalões, destaque para as vitórias de Luís Sérgio e Cristina Santos, em Seniores. Mas é ainda possível perceber na lista de vencedores, nomes como os de Hugo Patrício, Mafalda Almeida, Maria Palmira ou Albano João, ainda hoje valores fortes e seguros da nossa Orientação.

No escalão sénior, apenas dez atletas têm a primazia de ostentar o título nacional de Distância Longa. Joaquim Sousa e Marco Póvoa, com cinco vitórias cada, são os mais medalhados. Da 4ª à 13ª edição repartiram entre si o domínio na distância, com Joaquim Sousa a vencer a prova por quatro vezes consecutivas (entre 1997 e 2001), o mesmo sucedendo com Marco Póvoa (entre 2003 e 2007). Tiago Aires, na época transacta, pôs fim à hegemónica dupla, conquistando o seu primeiro título sénior na distância. Nas senhoras, verifica-se também uma dupla dominadora. Emília Silveira e Raquel Costa, com quatro títulos cada, são as mais medalhadas, seguidas de muito perto por Maria Amador, com três títulos. Uma referência para o facto de os quatro títulos de Raquel Costa terem sido conquistados nas últimas quatro épocas.

Os vencedores

1994 / 1995 – Luís Sérgio e Cristina Santos
1995 / 1996 – Paulo Palma e Kátia Almeida
1996 / 1997 – Paulo Palma e Kátia Almeida
1997 / 1998 – Joaquim Sousa e Emília Silveira
1998 / 1999 – Joaquim Sousa e Emília Silveira
1999 / 2000 – Joaquim Sousa e Emília Silveira
2000 / 2001 – Joaquim Sousa e Maria Amador
2001 / 2002 – Marco Póvoa e Emília Silveira
2002 / 2003 – Joaquim Sousa e Maria Amador
2003 / 2004 – Marco Póvoa e Maria Amador
2004 / 2005 – Marco Póvoa e Raquel Costa
2005 / 2006 – Marco Póvoa e Raquel Costa
2006 / 2007 – Marco Póvoa e Raquel Costa
2007 / 2008 – Tiago Aires e Raquel Costa


145 títulos para 87 atletas

Do leque de campeões nacionais seniores acima apresentados, apenas dois o foram igualmente enquanto Juniores. Falamos de Tiago Aires e Raquel Costa, decorria a época 2001 / 2002. De resto, dentre os 43 atletas que alcançaram títulos nacionais de Distância Longa, enquanto Juvenis ou Juniores, vários fizeram-no por mais que uma vez. Alexandre Alvarez foi-o três vezes, todas elas no escalão Júnior. Também com três títulos, mas repartidos pelos dois escalões, encontramos Bruno Gonçalves, Mafalda Almeida, Rafaela Rua, Mónica Teixeira e Bruno Nazário. A lista de atletas com dois títulos inclui Patrícia Casalinho, Pedro Silva, Maria Sá, Andreia Silva e Joana Costa, com a particularidade desta última ser a única a ter ainda a oportunidade de poder vir somar mais um título no escalão Júnior ao seu pecúlio, caso vença no sábado, em Vieira do Minho.

Finalmente, nos escalões de Veteranos, foram até ao momento atribuídos 89 títulos nacionais a 44 diferentes atletas. Maria Palmira lidera a lista, com 7 títulos, seguida de Joaquim Patrício e Joaquim Coelho, com 5 títulos cada. Com 4 títulos encontramos Manuel Dias, Albano João, Santos Sousa e Anabela Vieito. Armandino Cramez, Isabel Monteiro, Maria São João, Luísa Mateus e Manuel Luís venceram por três vezes, enquanto Cardoso Ferreira, Maria Oliveira, São Morais, Mário Duarte, Francisco Pereira, Amadeu Pinto, Jacinto Eleutério, José Grada e Rui Antunes “bisaram”.

O favoritismo de Tiago Aires e Raquel Costa

Percebe-se, pois, que os Nacionais de Distância Longa do próximo sábado, a avaliar pela lista de inscritos, irão certamente permitir o reforço do número de títulos conquistados a alguns dos atletas referidos. A criação, já durante esta época, dos escalões Veteranos H65, H70, D55 e D60, e a sua inclusão nos Campeonatos Nacionais nas categorias respectivas (ou seja, Veteranos Masculinos IV e Veteranos Femininos III), para além de constituir uma excelente medida da FPO, vem aumentaro ainda mais as probabilidades de alguns atletas se sagrarem pela primeira vez campeões nacionais ou de repetirem esse título.

Contando com cinco centenas de inscritos, distribuídos por 32 escalões de ambos os sexos, o evento reúne os grandes dominadores das mais recentes temporadas. Na Elite Masculina, Marco Póvoa (ADFA), Joaquim Sousa (COC) e Tiago Aires (GafanhOri) voltam a encontrar-se, reeditando o duelo a três mãos das épocas anteriores. Mas é sempre de esperar uma surpresa da parte de Tiago Romão, Celso Moiteiro, Paulo Franco ou Gildo Silva (todos do COC), Miguel Silva ou Alexandre Alvarez (ambos do CPOC), Diogo Miguel ou Jorge Fortunato (ambos do Ori-Estarreja) ou Luís Leite ou Albino Magalhães (ambos do GD 4 Caminhos), todos eles jovens em franca ascensão e dispostos a vender cara a derrota.

Quanto ao sector feminino, Raquel Costa (GafanhOri) não vai querer perder a hipótese de renovar o título nacional. Todavia, será interessante ver do que serão capazes Maria Pereira, Sandra Rodrigues ou Lídia Magalhães (todas da ADFA), Céu Costa ou a “regressada” Maria Sá (ambas do GD 4 Caminhos), Paula Nóbrega (Orimarão), Maria Amador (ATV), Ana Oliveira (Ori-Estarreja) e, sobretudo, o jovem trio do COC, Andreia Silva, Patrícia Casalinho e Catarina Ruivo.

E quanto aos mais jovens e veteranos?

Nos sectores mais jovens, será curioso verificar até que ponto o GafanhOri conseguirá reforçar a sua hegemonia no panorama nacional, levando para S. Pedro da Gafanhoeira mais uns quantos títulos. Merecem particular atenção os duelos entre David Sayanda (Ori-Estarreja) e Manuel Horta (GafanhOri), em H20, e entre Joana Costa (GD 4 Caminhos) e Mariana Moreira (CPOC), em D20. Rute Coradinho (GafanhOri) e Inês Alves (GD 4 Caminhos) são as grandes pretendentes ao título em D13, o mesmo acontecendo com João Cascalho (GafanhOri) e Tiago Baltazar (GDU Azóia) em H15, Teresa Catalão (GafanhOri) e Inês Domingues (COC) em D15 e com Vera Alvarez (CPOC), Rita Rodrigues e Ana Salgado (ambas do Gafanhori) em D17. No restantes escalões, tudo pode acontecer, face ao elevado número de pretendentes com reais possíbilidades de chegar ao título.

Quanto aos veteranos, será muito interessante ver até que ponto Jorge Correia e Santos Sousa (ambos da ADFA), Alexandra Coelho e Susana Pontes (ambas do CPOC), Manuel Luís (CP Armada), Rui Antunes (COC), Jerónima Rocha (GD 4 Caminhos), Maria São João (CLAC), Manuel Dias (Individual) ou Francisco Coelho (Clube TAP) conseguirão segurar os títulos nacionais alcançados a época passada. A oposição é forte e ninguém está à espera de facilidades, embora Maria São João, Manuel Dias e Francisco Coelho apresentem elevada dose de favoritismo nos escalões respectivos. Também Armandino Cramez (Ori-Estarreja) tem tudo para somar mais um título aos três conquistados anteriormente, o mesmo sucedendo com Isabel Monteiro (COC). Albano João (COC) é também o grande favorito em H50 e pode alcançar aqui o seu quinto título. No restante, “prognósticos só mesmo no fim do jogo”.

Os dados estão lançados e resta-nos esperar o desenrolar dos acontecimentos.

Mais informações em
http://www.pontocom.pt/actividades/2009CNDLE/.

[foto gentilmente cedida por Jorge Correia Dias]

Saudações atléticas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: