segunda-feira, 16 de março de 2009

6ª ETAPA DO III TROFÉU ORI-ALENTEJO: AS OPINIÕES DE LENA CORADINHO E JORGE FORTUNATO


Ao Orientovar chegaram vários testemunhos duma jornada inesquecível e o mínimo que podemos afirmar é que a 6ª etapa do III Troféu Ori-Alentejo causou uma viva impressão nos participantes. Aqui ficam as opiniões de Lena Coradinho e Jorge Fortunato.

“Hoje realizou-se a 6ªetapa do Troféu Ori-Alentejo e, como era de esperar, a Organização do GafanhOri foi um sucesso. Desta vez o Tiago Aires colocou-nos um enorme desafio pela frente, o mapa e o percurso eram extremamente técnicos (talvez tenha sido até o percurso mais técnico que tenha feito no meu curto período de tempo de prática de Orientação).

Gostei imenso do percurso, tudo estava pensado ao pormenor. Inicialmente começávamos a prova por uma parte muita rápida e muito acessível tecnicamente, até passarmos ao primeiro ponto de espectadores. Mas a partir daí tudo mudava e tínhamos um grande desafio para enfrentar. O percurso abrangia então, essencialmente, zonas de pouca visibilidade, com muitos detalhes rochosos e de progressão um pouco dificultada devido à vegetação. Para embelezar ainda mais a prova, o percurso ainda contava com outro ponto de espectadores.

A chegada à arena era outro dos pontos fortes da Organização pois os participantes deixavam os carros estacionados longe da arena e vinham a pé, chegando à Arena com grandes expectativas quanto à prova devido ao que iam vislumbrando ao longo do caminho.

Ao longo da prova não cometi erros muito graves, mas perdi algum tempo na segunda parte do percurso. Apesar disto estou contente com o meu resultado porque o percurso era bastante técnico e deu-me imenso gozo fazer Orientação num local como aquele.

De um modo geral, a prova foi mais um sucesso e contou com a participação de várias pessoas que nunca tinham praticado Orientação. Pelos vistos, o DIA NACIONAL DA ORIENTAÇÃO já deu frutos!"

Lena Coradinho
GafanhOri



“Fiquei muito satisfeito com a excelente organização do GafanhOri, junto à aldeia do Subugueiro.

O mapa era parcialmente novo, de excelente qualidade técnica. Diria mesmo dos melhores a nível nacional! A velocidade de progressão era mista, numa primeira parte muito rápida e numa segunda parte extremamente lenta e muito exigente tecnicamente.

Quanto ao meu desempenho ficou aquém das minhas expectativas. Um grande erro na parte rápida (ponto 2) desanimou-me e fez com que o meu ritmo e concentração baixassem imenso, terminando a prova a 10 minutos do primeiro classificado, o Miguel Silva.

O Gafanhori está de parabéns pela excelente arena com visibilidade para dois pontos de espectadores, pelo terreno fantástico, pelo ‘speaker’, pelo percurso e até pelas sandes de fiambre do bar!

Um obrigado ao Tiago que facilitou dois treinos, que eu em conjunto com o Miguel, o Paulo Franco, o Paulo Pereira e o Filipe realizámos nessa tarde: um Sprint no Sabugueiro e um percurso com Macro-O no mapa do Esbarrondadouro.”

Jorge Fortunato
Ori-Estarreja


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: