sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

POM'09 DAY4: VITÓRIAS EM FAMÍLIA


Se é que ainda existiam, as dúvidas acabaram por se dissipar. Os louros da vitória vão para a Dinamarca, pela mão dos irmãos-gémeos Rasmus R. Søes e Signe Søes. O Portugal O’Meeting termina da melhor forma, em verdadeira apoteose.

O melhor estava reservado para o último dia de provas. Contíguo ao da véspera e estendendo-se para leste, o mapa do Remendo / Caeira revelou-se absolutamente fabuloso, transformando a prova de Distância Intermédia num desafio de puro prazer e proporcionando a mais gratificante experiência orientística destes quatro dias de provas a todos quantos tiveram o privilégio de participar no Portugal O’Meeting 2009. E foram muitos, precisamente 1581 de acordo com os números oficiais da Organização, fazendo desta 14ª edição do POM a mais participada da história do evento.

“Um excelente arranque da temporada”

Com a esmagadora maioria dos atletas suíços de partida e a luta pela vitória no escalão de Elite Masculina resumida a três candidatos, Rasmus R. Søes (The Real Danish Dynamite) fez uma prova perfeita e somou à vitória na etapa a vitória no Portugal O’Meeting 2009 com um total de 3750.82 pontos. Cumprindo os 12,9 km e 43 pontos de controlo(!) no tempo de 1.02.54, o atleta dinamarquês superiorizou-se aos seus mais directos adversários, granjeando os pontos necessários para garantir a vitória final.

Num primeiro comentário à vitória no POM’09, Rasmus R. Søes começaria por afirmar: “Treinei muito durante o Inverno e está aqui o resultado desse esforço. Confesso que não estava à espera de ganhar. Enfrentei adversários com muito valor mas fiz muito boas corridas e estou realmente feliz”. Fazendo um balanço da sua participação no evento, o atleta dinamarquês adiantou que “a primeira prova foi boa mas cometi demasiados erros na segunda e senti-me realmente frustrado. Também fiquei algo desapontado com esses dois primeiros mapas. Mas nos últimos dois dias estive muito bem, fiz duas corridas excelentes, os mapas eram perfeitos, logo…” E a terminar: “Vencer o Portugal O’Meeting constitui um excelente arranque da temporada mas há ainda muito trabalho pela frente. Quero estar em forma quando chegar ao Verão, já que o meu objectivo passa por chegar ao top-10 nos Campeonatos do Mundo.”

Ionut Zinca “apenas” segundo

Ionut Zinca foi o 7º classificado na prova com 1.06.17, acabando por ter de se contentar com o 2º lugar, a 32.55 pontos do vencedor. Para o romeno, que desde 2007 representa em Portugal o Grupo Desportivo 4 Caminhos, “a prova não me correu particularmente bem mas, apesar de tudo, gostei imenso dos últimos dois dias de competição. O mapa de hoje, então, era fantástico e, em minha opinião, deveria ter sido o escolhido para a prova WRE. Apesar de não me terem agradado os mapas dos dois primeiros dias, muito pouco técnicos, gostaria de felicitar a Organização do Portugal O’Meeting pelo evento excelente e pelos magníficos dias que nos proporcionou.”

O eslovaco Lukas Bartak (SunO / KOBRA) quedou-se pelo 9º lugar com 1.06.32, caindo para o terceiro lugar na classificação geral final com um total de 3702.27 pontos. Com um excelente 3º lugar na prova de Distância Intermédia, o polaco Wojciech Dwojak (GD4Caminhos) viria a garantir a 4ª posição final com 3638.01 pontos, cabendo o lugar imediato, com 3533.54 pontos, ao jovem sueco Jesper Lysell (Rehns BK), de apenas 19 anos, que surgia aqui na 471ª posição do ‘ranking’ mundial e acabou por ser a grande surpresa deste Portugal O’Meeting 2009. Muito rotinado nestas andanças, Joaquim Sousa (COC) acabou por ser o melhor português, concluindo num excelente 10º lugar com um total de 3378.38 pontos.

Signe Søes segura vantagem

Passando ao escalão de Elite Feminina, o último dia de provas não trouxe mexidas substanciais na Classificação Geral. A dinamarquesa Signe Søes (SunO / Denmark Team) voltou a não estar nos seus melhores dias, concluindo os 10,1 km de prova (37 pontos de controlo) em 1.02.04, o que lhe valeu a 5ª posição. Todavia, a vantagem acumulada nos dias anteriores mantiveram-na a salvo de qualquer percalço e acabou por ter a primazia de subir ao lugar mais alto do pódio neste Portugal O’Meeting, com um total de 3753,49 pontos.

Plena de amabilidade e simpatia, Signe Søes falou à nossa Reportagem para confessar que “foi muito bom vencer o Portugal O’Meeting. Nos últimos dois dias não corri tão bem e não estou muito satisfeita com o meu desempenho. Cometi demasiados erros e, quando assim é, as coisas tornam-se mais difíceis, o terreno parece todo igual. Foi mesmo estúpido. Penso que acusei o cansaço em demasia.” À semelhança do irmão Rasmus, também Signe reconhece que “a competição foi excelente e estou fascinada com estes terrenos. Tivemos sempre terrenos diferentes e que proporcionavam uma corrida rápida. O tempo esteve também perfeito e penso que foi tudo realmente muito bom.” E acrescenta: “Não sabia que adversárias iria encontrar aqui e não estava segura de ganhar o Portugal O’Meeting. Julgo que se a Simone [Niggli] tivesse corrido todas as provas, provavelmente seria ela a vencedora. Assim, fui eu…” Perspectivando a sua temporada, Signe Søes conclui: “Tento fazer o meu melhor e os objectivos passam sempre por alcançar um lugar no pódio. Se se é o 6º ou o 1º, depende dos dias e dos adversários. Correr sem cometer erros, esse é o meu grande objectivo.”

Maja Alm vence etapa, mas...

No que aos lugares imediatos diz respeito, também não se verificaram alterações de vulto. O terceiro lugar na prova de Distância Intermédia, com o tempo de 57.53, permitiu à atleta suiça Vroni Konig-Salmi conservar a segunda posição final, com um total acumulado de 3698,48 pontos. Naturalmente feliz com o seu desempenho, a veterana atleta suiça (nascida na Nova Zelândia e que completará 40 anos no próximo dia 6 de Julho) começou por confessar: “Vim a Portugal sobretudo para fugir um bocado à neve e foi excelente este segundo lugar, sobretudo face a adversários tão bons. Não fiquei nada satisfeita com a minha prestação de ontem mas, dum modo geral, estou contente. Hoje, em particular, fiz uma corrida muito boa e o mapa também era muito bom. Aliás, todos os mapas eram muito bons e gostei imenso de todos eles.” E em relação aos desafios que a esperam, acrescentou: “Agora devo concentrar-me nas grandes competições. Se conseguir um lugar na Selecção da Suíça, nas Estafetas, acho que poderei aspirar a entrar no top-10 mundial.”

A vitória na etapa coube à dinamarquesa Maja Alm (SunO / Denmark Team), com o fantástico registo de 56.52. Contas feitas, os 1000 pontos da vitória deixaram-na a escassa meia dúzia de pontos da sua mais directa rival, ainda assim insuficientes para ascender ao segundo posto. Com 3554.41 pontos, a norueguesa Anne Marie Bleken (SunO / Bækkelaget SK) concluiu na quarta posição da Classificação Geral final, cabendo o quinto posto à finlandesa Karoliina Sundberg (LYNX) com um total de 3500.98 pontos. Ona Rafols, atleta catalã que representa o Grupo Desportivo 4 Caminhos, terminou num honroso 11º lugar com 3083.17 pontos, enquanto Maria Sá, igualmente do Grupo Desportivo 4 Caminhos, foi a melhor portuguesa, ocupando a 22ª posição com 2827.75 pontos.

Pode acompanhar o grande protagonista do Portugal O’Meeting, o dinamarquês Rasmus R. Søes, consultando a sua página pessoal em
http://rasmussoes.blogspot.com/. Não deixe de visitar igualmente a página de outra das grandes protagonistas do POM’09, a suiça Vroni Konig-Salmi, em http://www.konig-salmi.com/.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: