quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

PELO BURACO DA FECHADURA...


Arrancou ontem, na Pérola do Atlântico, o Madeira Orienteering Festival 2009. Três dias de muitas e boas provas, grande convívio e animação e a presença, sempre saudada, de dois dos maiores orientistas mundiais da actualidade, os franceses Thierry Gueorgiou e François Gonon. Mas temos ainda o VI Meeting de Orientação Ilha da Madeira e as Corridas de Aventura com o Raid do Mondego. Motivos mais do que suficientes para espreitarmos pelo buraco da fechadura…

Organizada pelo Clube de Montanha do Funchal, com o apoio da Direcção Regional do Turismo, o Madeira Orienteering Festival 2009 (MOF) é uma competição de três dias, composta por três eventos de Distância Média e um de Sprint Nocturno. Uma forte aposta na promoção além fronteiras, aliada à qualidade intrínseca do evento, às excelentes condições proporcionadas aos participantes e à simpatia e bem receber dos madeirenses, fazem com que o MOF seja cada vez mais uma referência a nível mundial. O crescente interesse manifestado no evento é consubstanciado, na edição de 2009, pela presença desse verdadeiro “monstro” da Orientação que dá pelo nome de Thierry Gueorgiou, bem secundado pelo seu compatriota François Gonon e por um vasto leque de estrangeiros que constituem 52% dos 146 atletas inscritos.

O programa teve o seu início na manhã de ontem, com uma prova de Distância Média no mapa do Caniçal. Gueorgiou (Kalevan Rasti) foi o vencedor em H21, cumprindo os 3.8 km (21 pontos de controlo) no tempo de 23.55. Os cinco lugares imediatos foram ocupados por atletas suecos, com Lukas Petterson (IFK Umea) a ser o segundo classificado, com mais 1.04 que o vencedor. Miguel Gonçalves (CA Madeira), com 40.26, ocupou a sétima posição e foi o melhor português. Em D21, a vitória foi para a “veterana” alemã Cornelia Eckhardt (USV TU Dresden), Vice-Campeã do Mundo de Distância Longa (W35) na Marinha Grande, e que aqui gastou 36.34 para completar os 3.2 km (19 pontos de controlo) da sua prova. A atleta sueca Ingela Alvmyren (Halmstad OK) foi a segunda classificada, a escassos 19 segundos. Fanni Mathe, a atleta húngara que representa o CPOC, alcançou o quarto lugar, com 44.12, enquanto Ana Chulata (UnApoio), com 1.03.53, quedou-se pelo sexto lugar e foi a melhor portuguesa.


Aproveitando a embalagem, o Clube Aventura da Madeira leva a efeito, no próximo fim-de-semana, o VI Meeting de Orientação Ilha da Madeira. Prova pontuável para a Taça FPO Madeira 2008/2009, o evento irá decorrer nas serras de Santa Cruz e será distribuído por duas etapas de Distância Média. De acordo com a Organização, “o Chão das Aboboreiras e o Montado do Pereiro serão os centros da competição, dois locais de beleza impar, com áreas abertas alternadas com floresta e com uma enorme apetência para o recreio e lazer.” Tendo João Soares como Traçador de Percursos (função que reparte com Alípio Silva) e Director, a prova é aberta aos escalões de formação (D15 / H15), dezanove escalões de Competição e dois escalões OPT’s.

A Taça de Portugal de Corridas de Aventura está de regresso. Trata-se do Raid do Mondego, disputa-se no sábado, arranca com um Briefing pelas 8h30 no Parque Verde do Mondego (Coimbra) e, até às 22h30, promete emoções fortes e muita adrenalina à flor da pele. A organização é da ACM Coimbra, Luís Figueiredo é o Director da Prova e são cinco as etapas à espera das equipas, cujo número de inscritas até ao momento é de 41 (6 no escalão de Elite, 5 em Elite Mista, 25 em Aventura e 5 em Promoção). Tudo para acompanhar em
http://www.wix.com/raidmondego/info.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: