quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

DUAS OU TRÊS COISAS QUE EU SEI DELA...


1. Quem será este estranho frade que parece querer trazer-nos a sua bênção à entrada do novo ano? Trata-se, nem mais nem menos, do José Moutinho (Grupo Desportivo 4 Caminhos) que, juntamente com uma série de atletas do seu clube, fez questão de marcar presença nos 10 km da popular Corrida de S. Silvestre Cidade do Porto. A prova cumpriu este ano a sua 15ª edição e juntou cinco milhares de atletas, entre os quais o ciclista espanhol Oscar Pereiro, vencedor da Volta a França em 2006. Amadora, Ermesinde, Valongo, Pinhel e Santo Tirso são ainda oportunidades de participar numa S. Silvestre e “queimar” alguns exageros da quadra natalícia antes do recomeço da temporada orientística nacional. E tem ainda as Corridas dos Reis em Faro e no Pico (Açores). Não quer aproveitar a sugestão?

2. Ecos do OriJovem continuam a fazer-se “ouvir” em numerosos órgãos de comunicação social, dos locais aos de maior expressão a nível nacional. Exemplo disso é o Jornal “Notícias de Vila Real” que, em 26 de Dezembro, publicou um artigo relativo ao evento e que pode ser lido na íntegra em
http://www.noticiasdevilareal.com/noticias/index.php?action=getDetalhe&id=4683 . Louve-se este cuidado de tornar público a presença em Ovar de cinco jovens e dois monitores do Orimarão – Clube de Orientação de Vila Real, EB 2,3/S Miguel Torga e da Associação Desportiva e Cultural SABRO, “promovendo assim a nossa escola, a nossa associação, o nosso clube e a nossa região.” Do lado de lá do Marão vem mais um exemplo a seguir. A promoção e valorização da comunicação e imagem da modalidade são indissociáveis destes pequenos contributos.

3. Ouviu a chuva a cair pesadamente no telhado. O céu carregado parecia querer retardar o início da manhã e convidava a permanecer no aconchego dos lençóis por mais uns largos minutos. Cheio de energia, levantou-se, enfiou o equipamento, calçou as sapatilhas e, como habituamente, lá foi dar a sua corrida com os amigos. Seguiram animados, falaram de tudo e de nada, brincaram, riram e nem deram pela chuva que continuava a cair. Depois dum belo duche retemperador, prepara-se agora para um resto de dia que se adivinha carregado de emoções fortes. Casa-se dentro dum par de horas e, garante, “este amor será para sempre”. Falo de António Aires a quem endereço os meus parabéns e os votos das maiores felicidades.

4. O Orientovar despede-se do Ano Velho com o sentimento de ter dado um bom salto qualitativo e de ter contribuído, naquilo que esteve ao seu alcance, para o crescimento da Orientação no nosso País. Para 2009 fica a promessa de, com a vossa ajuda, aqui continuar a trazer as “últimas”, pautando a sua linha de orientação pelo rigor e imparcialidade. E também fazer votos para que esta plataforma de convergência de interesses e valores da modalidade se torne mais interactiva, mais participada e que a partilha de opiniões e pontos de vista seja uma constante no dia-a-dia. A todos, um excelente 2009!

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: