segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

DAS PROVAS PEQUENAS TAMBÉM REZA A HISTÓRIA


SOB O SIGNO DA INTEMPÉRIE

Num fim-de-semana marcado pelo mau tempo, os interesses estiveram orientados para os vários pontos do País onde se disputaram as provas locais e regionais. Provas mais pequenas, é certo, mas nem por isso menos dignas de atenção, como se poderá comprovar.

O Open de Ori-BTT de Sesimbra chamou à zona do Cabo Espichel, na tarde de sábado, quase duas centenas de atletas, entre os quais se contavam muitos dos nomes maiores da Ori-BTT nacional. Paulo Alípio e Joel Morgado, ambos do COC, travaram intenso duelo pela vitória no escalão de Seniores Masculinos A, com o primeiro a impor-se pela escassa margem de 12 segundos, gastando 2.46.22 para os 25,3 km de prova (29 pontos de controlo). No sector feminino, Susana Pontes (CPOC / Loja das Bicicletas) e Rita Guterres (CP Telecom) reeditaram a luta das provas mais recentes e, mais uma vez, a vitória sorriu à atleta do CPOC com 2.17.54 (17,9 km e 20 pontos de controlo) contra os 2.22.10 da sua adversária. Por equipas venceu o COC, logo seguido do CPA Abrunhos e do CP Telecom. Guilherme Marques (COC) levou de vencida o Prémio Especial para o melhor split final, gastando 3.16 a cobrir os 1000 metros entre o 200 e o Finish.

Para João Paulo Bernardo, Director da Prova, “o I Open de Orientação em BTT de Sesimbra foi para nós, GDU Azóia, um sucesso, não havendo a registar nenhum incidente. Apesar da chuva, vento, frio e muita lama, concluíram a prova mais de uma centena de atletas dos diversos escalões. Tivemos escalões em que os primeiros classificados ficaram separados por apenas alguns segundos o que diz bem da competitividade alcançada.” E a terminar: “Os atletas saíram daqui satisfeitos com as suas prestações, já que lhes proporcionámos uma prova muito dura, mas com um traçado de percurso muito aliciante.”

Mau tempo também em Oeiras

Subindo ligeiramente no mapa, atravessamos o Tejo ao encontro de Oeiras e do último “Mexa-se Mais” de 2008. Numa organização que juntou a Câmara Municipal de Oeiras, o CPOC e o Desporto Escolar de Setúbal, o mau tempo e a chuva constante duma cinzenta manhã de sábado não impediram 190 participantes de correrem pelas ruas e jardins de Oeiras. Uma série de imponderáveis chegaram mesmo a colocar em risco a realização da prova, cujos percursos tiveram início com uma hora e meia de atraso (uma hora, no caso do Desporto Escolar).
.

Apesar de acusar um enorme desgaste pelo encadear de ocorrências negativas, Luís Santos era, no final, um homem apostado em ver as coisas pela positiva. Para o Presidente do CPOC, “no fim de semana de 29 a 1 Dezembro foram 3 dias de mau tempo na organização do estágio CPOC, no fim-de-semana do Ibérico foram 2 dias de mau tempo e agora foi só 1 dia de mau tempo...”.

Santo Tirso adia mas Braga vai em frente

A chuva impiedosa e constante levou os responsáveis pela organização deste “Orientação Para Todos”, a cargo dos Trampolins de Santo Tirso, a cancelar a actividade prevista para a manhã de sábado. A decisão foi tomada de comum acordo com os diversos responsáveis das escolas e apenas houve a possibilidade de, nas palavras do Professor Pinto André, “ministrar uma formação simples a algumas pessoas exteriores às escolas, com teoria e prática, esta muito rápida devido à chuva.” A iniciativa ficou adiada para o próximo sábado, dia 20 de Dezembro, esperando-se que, desta feita, o tempo colabore.

Quem não se deixou intimidar pelo tempo foram os responsáveis do Clube de Orientação do Minho, que prosseguiram com o programa do “Torneio .COM Mapa”. No mapa do Bom Jesus / Sameiro, entre os 48 orientistas presentes, Joaquim Sousa e Antonio Amador foram presenças notadas, assim como os “regressados” Luis Ferreira e José Carlos Ramalho. No que se refere à competição, Paula Serra Campos (.COM) e Joaquim Sousa (COC) levaram de vencida os escalões OPT 3 com relativa facilidade. Ana Falcão (Cons Mus Gulbenkian) e João Gomes (EDOM / ES Max) venceram em OPT 1, enquanto Carolina Cardoso e Sérgio Duarte, ambos da EDOM / ES Max, triunfaram em OPT 2. Para Paulo Torres, da organização, “acabou por se realizar um excelente evento, no qual mais uma vez o .COM soube fazer valer os seus pergaminhos como organizador, proporcionando bons mapas e bons traçados. Quem ficou abrigado da chuva acabou por se arrepender.”


Tiago Romão volta a impor-se no Alentejo

Teve lugar na localidade arraiolense de S. Pedro da Gafanhoeira a 3ª etapa do III Troféu Ori-Alentejo, combinado de provas com organização da responsabilidade da ADFA, Gafanhori, COAC e CN Alvito. Numa manhã onde só após as 11:00 a chuva fez a sua aparição, o campo de futebol da aldeia congregou todas as atenções. Ali funcionou a Arena, o bar, os balneários, o secretariado e ainda o ponto de espectadores que vibraram com a intensidade da luta posta no terreno pelos contendores.

A prova contou com a participação de 130 atletas, distribuídos por seis escalões de competição e um de iniciação. Com o tempo de 44.17 (7,1 km, 24 pontos de controlo), Tiago Romão (COC) foi o grande vencedor do escalão Difícil Masculino, batendo Manuel Horta (Gafanhori) por 3.39. Nuno Evangelista (20 km Almeirim) terminou na terceira posição com 52.31. Inês Pinto (Gafanhori), com 1.04.41, triunfou em Difícil Feminino, deixando atrás de si Lena Coradinho, com 1.05.39 e Ana Oliveira (Ori-Estarreja), com 1.19.16. José Canoa e Rita Rodrigues, ambos do Gafanhori, levaram de vencida o escalão Médio, enquanto no Fácil a vitória sorriu a Paulo Alves (COAC) e Teresa Maneta (Gafanhori).

[fotos e mapas gentilmente cedidos por João Bernardo, Luís Santos e Tiago Aires]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: