segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

16º CAMPEONATO IBÉRICO DE ORIENTAÇÃO PEDESTRE (II)


EM BUSCA DO “DESEJADO”

Idanha-a-Nova acorda envolta num espesso manto de nevoeiro. Está em marcha o 16º Campeonato Ibérico de Orientação Pedestre mas o habitual clima de festa permanece ausente da bonita arena, em pleno recinto da Feira Raiana. Aquela cortina espessa condiciona os sentidos, tornando mais reservados os pensamentos de cada um.

A manhã vai alta e, à medida que o tempo avança, os participantes avançam também ao encontro do desconhecido, apenas revelado pelo pequeno mapa que cada um vai esquadrinhando conforme pode ou sabe. Percebe-se logo que aquilo não vai ser nada fácil. A entrada no ponto 1 revela-se fatal para uma grande maioria de atletas. O terreno é muito técnico, a progressão é difícultada pelos elementos naturais e construídos e o nevoeiro, ainda e sempre, coloca mil e um pontos de interrogação nesta reentrância, naquela cerca, na enorme elevação que se ergue à direita ou à esquerda...


Numa zona do terreno acumula-se gente de mapa na mão e olhar perdido. Entre avanços e recuos, questiona-se o parceiro, esgrimem-se pontos de vista. Se alguém sai incólume do “naufrágio”, certamente não será o cartógrafo. Mas depois há aqueles que passam por todos os outros como setas e vêm baralhar os dados. Percebe-se certeza e determinação na sua postura. Não há lugar a hesitações. O acaso não tem aqui assento e, no final, será deles o lugar mais alto do pódio.

Veteranos portugueses dão o mote

São em número de 996 os atletas que aceitam o desafio do mapa de Idanha-a-Nova. Em primeiro lugar partem as selecções. Um total de 56 competidores, distribuídos por seis escalões de ambos os sexos, saem em busca do título ibérico. Há aqui nomes com provas dadas e, sobretudo, grandes esperanças da Orientação dos dois países, ao nível dos escalões mais jovens. Os veteranos fazem o contraponto e Portugal começa por se impor precisamente aí, com Joaquim Sousa (Vet Masc 1), Manuel Luís (Vet Masc 2), Susana Pontes (Vet Fem 1) e Fernanda Ferreira (Vet Masc 2) a alcançarem um pleno vitorioso.

Nos restantes escalões, as vitórias foram mais distribuídas. Mariana Moreira (Cadetes Fem), Isabel Sá (Juvenis Fem) e David Sayanda (Juvenis Masc) dão mais três vitórias a Portugal, deixando aos atletas espanhóis os cinco restantes títulos, com particular destaque para os irmãos Biel Rafols e Ona Rafols, vencedores no escalão sénior. Aqui, Pedro Nogueira foi um brilhante segundo classificado, enquanto no sector feminino a nossa melhor representante foi Paula Nóbrega, na 4ª posição. Apesar do número de títulos ser favorável a Portugal, as contas no final desta primeira prova revelam um enorme equilíbrio. A Espanha lidera no sector feminino com 49 pontos contra 48 de Portugal. No sector masculino, contudo, a vantagem pertence às nossas cores, por 50 pontos contra 49 de “nuestros hermanos”.




Ionut Zinka e Masha Semak ao mais alto nível

No que às provas extra-selecções diz respeito – e relembre-se que este 16º Campeonato Ibérico é pontuável para a Taça de Portugal e para a Liga Espanhola – a principal referência vai para as vitórias no escalão de elite do romeno Ionut Zinca e da ucraniana Masha Semak, ambos em representação do Grupo Desportivo 4 Caminhos. Zinca venceu de forma conclusiva em 40:04, deixando Patrick Holfmeister (Erasmus Barcelona) e Sidónio Freitas (CMO Funchal) a 5:27 e a 6:38 de distância, respectivamente. O finlandês Tommi Tolko (Badalona-O), um dos grandes valores em presença, não foi além da 30ª posição com 1.47.02, depois de ter perdido mais de uma hora (!) só no ponto 4, com uma saída de mapa de permeio. Quanto a Masha Semak, na sua estreia pelo novel clube da Senhora da Hora, alcançou uma vitória ainda mais concludente, nuns esmagadores 47:31 contra 1:02:38 de Weronika Machowska (U Valência) e 1:04:39 de Maria Amador (ATV), segunda e terceira classificadas, respectivamente.

Nos restantes escalões, vitórias de Inês Alves (GD4 Caminhos) em D13, João Cascalho (Gafanhori) em H15, Vera Alvarez e Paulo Pereira, ambos do CPOC, em D17 / H17, Ana Filipa Silva (CPOC) em D20, Fábio Penelas (Orimarão) em Jovens Masc B, Ricardo Vieira (Ginásio Figueirense) em H21B, Paula Serra Campos (.COM) em D35, Alexandra Coelho (CPOC) em D40, Jorge Gaspar (NADA) em Vet Masc B, Susana Domingos (COC) em Vet Fem B, Carlos Pires (.COM) em H45, Fátima pires (.COM) em D45, Albano João e Isabel Monteiro, ambos do COC, em H50 / D50, Luís Sousa (Clube TAP) em H55, Maria São João (CLAC) em D55, Francisco Coelho (Clube TAP) em H60, Armandino Cramez (Ori-Estarreja) em H65 e José Grada (Clube TAP) em H70.


Consulte os resultados completos em http://www.joaomota.com/class/Res_2008-2009/res20081206e.html ou clicando na imagem acima.

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: