segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

10º ORIJOVEM DESCEU À CIDADE


“A Orientação é um desporto que considero absolutamente fantástico!” Foi com estas palavras de entusiasmo que o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Ovar recebeu, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, os mais de cento e cinquenta participantes no 10º OriJOvem, o estágio nacional de Orientação que decorre até amanhã em Ovar.

A componente social ficou particularmente vincada na tarde de hoje com a visita à Cidade de Ovar. Embora que breve, o contacto com algum do rico património da cidade-museu do azulejo constituiu um momento alto do estágio e uma mais-valia a todos os títulos enriquecedora para os ilustres visitantes.

Qual excêntrica estrela do mar desdobrando os finos e convulsivos dedos, assim são as ruas e ruinhas que, a partir da Praça da República, se orientam em direcções mil. O Dr. Manuel Bernardo conduziu os grupos por alguns lugares emblemáticos da cidade, colocando a ênfase nesse ponto de encontro entre os dois grandes eixos que marcam indelevelmente a nossa História, o caminho do Mar e o caminho da Ria. No Atelier de Conservação e Restauro do Azulejo, a Dra.Isabel Ferreira recebeu os visitantes , dando a conhecer o enorme esforço desenvolvido na preservação dum património que tão querido é para as gentes de Ovar. Finalmente, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o Dr. David Almeida, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Ovar, brindou os presentes com palavras de boas-vindas, fazendo vincar a sua admiração e estima por todas estas crianças e jovens e pela iniciativa em si.

.

Sensibilizados com a recepção

Apesar do cansaço acumulado duma série de treinos que já vai longa, os jovens admiraram a nossa cidade, os belos azulejos dourados pelo sol e, na tarde amena, não se coibiram de dar a sua opinião. Ricardo Nunes (GC Figueirense) apreciou a Igreja, a Câmara Municipal, mas sobretudo as fachadas coloridas pelos azulejos: “Acho-as mais bonitas”, rematou. Para Fábio Aleixo (Ori-Estarreja), a visita foi “muito boa e aprendemos mais sobre Ovar.” E como não podia deixar de ser, também os azulejos lhe chamaram a atenção: “São bonitos e há muita variedade.”


Também Mykola Zaikin (ES Palmela) nos deixou as suas impressões: “É uma cidade diferente das outras e a recepção foi muito boa. Fomos muito bem recebidos e esta identificação do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Ovar com a Orientação é especial.” Finalmente, Tiago Mota (ES Estarreja) mostrou-se igualmente agradado com a visita, apesar de já conhecer Ovar: “É muito fixe. É sempre bom aprender mais qualquer coisa e nunca pensei que, em vez de fazerem azulejos novos, se aplicassem em recuperar os antigos.” E deixa também elogios à forma como foram recebidos nos Paços do Concelho: “Achei as palavras do Vice-Presidente muito incentivadoras. Não se conhece assim muita gente com tanto entusiasmo pelo desporto e, em particular, pela Orientação. É muito bom!”

Boas perspectivas em relação ao futuro

Para António Aires, futuro Director Técnico Nacional, “é sempre importante a parte social num evento desta natureza, quanto mais não seja para criar laços entre todos e fazer com que mais facilmente fiquem ligados à modalidade.” Referindo-se ao apoio prestado pela autarquia ovarense a este 10’ OriJovem, Aires mostrou-se particularmente agradado: “É muito importante que as portas se abram e que a Câmara Municipal nos tenha acolhido desta forma tão generosa. Os apoios, não apenas financeiros mas sobretudo logísticos das Câmaras Municipais, são essenciais neste tipo de organizações.” A terminar, uma certeza: “Estou convicto que Ovar é um potencial candidato a receber mais edições do OriJovem e, pensando noutro tipo de estágios, das próprias Selecções Nacionais.”

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: