quinta-feira, 20 de novembro de 2008

PELO BURACO DA FECHADURA...


Prossegue já este fim-de-semana a Taça de Portugal de Orientação em BTT com a disputa do II Ori-BTT Rota da Bairrada. O Orientovar foi até Aguada de Cima, no concelho de Águeda, ao encontro dos responsáveis do Desportivo Atlético de Recardães, entidade organizadora do evento. À conversa com Carlos Ferreira, Director da Prova, espreitamos pelo buraco da fechadura e percebemos que estão criadas todas as condições para uma grande jornada de Ori-BTT em terras do Cértima.

A caravana da Orientação em BTT desloca-se nos próximos sábado e domingo para o sopé da Serra do Caramulo. Depois do enorme sucesso da prova inaugural, o Ori-BTT Rota da Bairrada regressa com energias redobradas e promete, nesta segunda edição, mais qualidade, melhores percursos e as emoções ao rubro com um quadro competitivo onde pontificam os melhores valores da Ori-BTT nacional.

Segunda prova pontuável para o “ranking” da Taça de Portugal 2008 / 2009, o II Ori-BTT Rota da Bairrada tem prevista a participação de 275 atletas, distribuídos por 14 escalões de competição, 2 de formação e ainda 4 escalões OPT’s. O programa contempla uma prova de Distância Média no sábado e uma prova de Distância Longa no domingo e desenrolar-se-á no mapa de Aguada de Cima, agora ampliado a Sul. É precisamente nesta nova zona do mapa que se desenvolverão a maior parte dos percursos, cujo traçado é da responsabilidade de Carlos Lisboa.

Bons duelos em perspectiva

Com o Verão de S. Martinho a prolongar-se por este Novembro fora, os atletas irão ao encontro dum mapa desafiante e duma boa rede de caminhos, com boa e média transitabilidade e altimetria variada, de plano a algumas pequenas subidas. Largas zonas dos percursos fazem apelo à velocidade, convocando as capacidades de cada um sobre a máquina e exigindo o maior cuidado na navegabilidade, onde qualquer distracção mínima poderá ser fatal.

As atenções irão estar voltadas, uma vez mais, para o duelo entre os atletas do COC, Paulo Alípio e Daniel Marques, condimentado pela presença do segundo classificado da Liga Nacional Espanhola de Ori-BTT 2008, Juan Jose Vasquez (Gallaecia Raid). Nomes como os de MiguelTolda (CLAC), Joel Morgado (COC) e Mário Guterres (CP Telecom), entre outros, irão estar à espreita de qualquer deslize. No sector feminino Susana Pontes (CPOC) reúne a maior fatia de favoritismo, mas Sandra Rodrigues (ADFA), Joana Frazão (CIMO), Maria Amador (ATV) , Rita Guterres (CP Telecom) e Ângela Silvério (CN Alvito) têm igualmente uma palavra a dizer.

Só bons motivos

Para percebermos melhor aquilo que podemos esperar deste II Ori-BTT Rota da Bairrada, fomos ao encontro de Carlos Ferreira que, na primeira pessoa, nos dá conta das suas expectativas.

Depois do sucesso que constituiu a 1ª edição do Troféu, a Ori-BTT regressa à Bairrada. Está preparado um II Ori-BTT Rota da Bairrada melhor ainda?

O II Ori-BTT Rota da Bairrada já está em andamento há bastante tempo e encontra-se nos seus trabalhos finais. O empenho do DAR nas suas organizações tem permitido uma imagem positiva da Orientação como disciplina desportiva e como uma ferramenta de convívio e lazer. É este pressuposto que nos orienta e que colocamos em todas as nossas actividades, incluindo esta.

Que aspectos em particular permitem fundamentar esta ideia?

O DAR tenta apostar em algumas frentes, a saber: o mapa, os percursos, o ambiente de arena, o bar, os prémios, o convívio e a imagem das potencialidades bairradinas. Quanto ao mapa refira-se o emaranhado de caminhos, com vários pisos e várias envolvências, necessitando de uma constante atenção na passagem entre pontos. O sobe e desce irá aparecer desta vez, já que o mapa está no sopé da serra do Caramulo. Os percursos estão delineados de modo a que, em algumas opções, se fique bastante indeciso sobre qual a melhor opção. O ambiente de arena será enriquecido pela Silva, pela música, pelo ‘speaker’, pelas castanhas, pela envolvência e por uma empresa que fará a manutenção das Bikes. O Bar será o usual. Nos prémios realço o prato pintado à mão, com motivo de Orientação. Não faltará a imagem bairradina, com os pastéis de Águeda, os barros (atletas a passar nos barreiros e partidas em fábrica de barro), os espumantes e o Leitão. E quanto ao convívio, vamos oferecer um magusto regado com a geropiga da região.

Despertar curiosidades

Por uma questão quase cultural, essa é uma região onde a bicicleta tem uma forte implementação e onde se fizeram grandes campeões. Consegue-se perceber o impacto que o evento poderá ter junto da população local?

Esta prova irá mais uma vez despertar curiosidades e demonstrar que o desporto de floresta aposta numa ética de comportamento ambiental que é digno de enaltecer e desenvolver. Refira-se que existem inscrições de vários atletas principiantes que solicitaram guia para executarem o percurso do 1º dia. Há naturalmente algumas inscrições de atletas locais.

Quais os meios humanos e logísticos envolvidos na Organização do evento?

A equipa pode atingir três dezenas de voluntários. Em termos de apoios refira-se a estratégia de colocar dois elementos da Cruz Vermelha a circular em BTT, de forma a prestarem um apoio mais atempado, e ainda um posto de atendimento no Pavilhão.

Quer detalhar alguns apoios particularmente relevantes?

Os apoios são fundamentalmente institucionais e vêm das juntas de freguesia de Recardães e de Aguada de Cima e ainda da Câmara Municipal de Águeda.

Menos força física e mais Orientação

Pode levantar uma "pontinha do véu" relativamente a um ou outro aspecto que poderá constituir um grande desafio a todos quantos vierem até Aguada de Cima?

Penso que algumas partes do traçado farão deliciar os grandes amantes do BTT, não só pela facilidade de rolamento mas também pelas imagens de grandiosidade que as zonas de exploração dos barros irão permitir. Também o sorteio final de um belo Leitão Assado à Bairrada será um ponto alto do evento. Estes serão dois bons motivos para ninguém ficar em casa, aos quais se acrescentará o que cada um quiser usufruir das potencialidades existentes no concelho. Permito-me ainda acrescentar duas actividades desportivo-culturais previstas para a mesma altura, a saber: Concerto de Tributo a Manuel Alegre, nos dias 22 e 23, no Cine-Teatro São Pedro e, no dia 22, a inauguração do primeiro percurso pedestre de Águeda, “da Pateira ao Águeda”.

A finalizar, o maior desejo...

Que o tempo nos presenteie com um bonito sol, oferecendo a atletas e Organização um ambiente particularmente envolvente e revigorante e permitindo ainda que os resultados sejam mais a imagem da melhor Orientação realizada e menos da maior força física de cada um.

[foto gentilmente cedida por João Ferreira]


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: