quinta-feira, 6 de novembro de 2008

CDP: PRÉMIOS "DESPORTISTAS DO ANO"


É já mais logo, pelas 16h00, que a Confederação do Desporto de Portugal divulgará em Conferência de Imprensa a lista dos finalistas aos prémios “Desportistas do Ano”, nas categorias treinador, jovem promessa, equipa, atleta feminino e atleta masculino. A este propósito, o Orientovar foi ao encontro dos nomeados pela Federação Portuguesa de Orientação a cada uma das categorias e deixa aqui as suas impressões.


TIAGO AIRES
GAFANHORI
CATEGORIA: TREINADOR


Esta é uma nomeação que tem bastante significado para mim, pois nos últimos cinco anos tenho dedicado muito do meu tempo ao planeamento e acompanhamento do treino de jovens e não só. Penso ainda que este tipo de prémios é muito importante para o nosso clube e região.

Não conto integrar a lista dos cinco finalistas. O peso da nossa modalidade é muito pequeno, não temos pessoas suficientes para votar nem tão pouco somos merecedores de tal reconhecimento, quando comparados com modalidades altamente especializadas.



VERA ALVAREZ
CPOC
CATEGORIA: JOVEM PROMESSA


Esta nomeação significou um reconhecimento do trabalho efectuado por mim, pela minha escola (EB 2,3 da Sarrazola), pelo meu clube (CPOC – Clube Português de Orientação e Corrida) e por todos os que me têm ajudado, nomeadamente a minha família. Significou, também, o impacto que tem, hoje em dia, o Desporto Escolar na formação de jovens orientistas.

Quanto a ficar entre os cinco finalistas, sei que será difícil devido à pouca visibilidade desta modalidade. No entanto gostaria bastante, não só em termos pessoais mas, principalmente, pela divulgação que essa nomeação traria à Orientação, dando-lhe a importância que já merece no desporto nacional.



CARLOS MONTEIRO
COC - CLUBE DE ORIENTAÇÃO DO CENTRO
CATEGORIA: EQUIPA


Esta nomeação é para nós um grande motivo de satisfação, pois entendemos que ela reflecte aquilo que a FPO pensa do Clube no seu todo e nas múltiplas facetas que lhe dão forma e ser; mas é, simultaneamente, um acréscimo de responsabilidade, pois não queremos de modo algum deslustrar a modalidade quando ela nos nomeia como "A Equipa".

Estamos conscientes de que estamos a ombrear com muitos outros clubes e muitas outras modalidades. Estamos conscientes que vai ser preciso muita gente a votar. Mas ainda assim acreditamos que chegaremos lá, como sempre temos acreditado ao longo dos nossos 10 anos de vida: que seremos capazes de chegar sempre ao objectivo a que nos propomos. Alias, se não tivéssemos uma postura de acreditar em nós e acreditar que somos capazes, dificilmente teríamos percorrido o caminho que já trilhamos.


RAQUEL COSTA
GAFANHORI
CATEGORIA: ATLETA FEMININO


A nomeação para os prémios “Desportista do Ano”, pessoalmente, não tem significado pois esta época não fiz nada de extraordinário que já não tivesse feito em anos anteriores. E nunca tinha sido nomeada. É certo que ganhei o “ranking” da Taça de Portugal esta época, mas já o tinha feito três vezes anteriormente e na primeira vez ainda era Júnior.

Vir a ser uma das cinco finalistas? Parece-me óbvio que não.



DANIEL MARQUES
COC
CATEGORIA: ATLETA MASCULINO


A nomeação para os prémios do Desporto da Confederação do Desporto de Portugal tem um significado muito especial para mim! Representa, acima de tudo, o reconhecimento da minha dedicação à modalidade. Já pratico este desporto desde 2000 e quem corre por gosto não se cansa. Por isso sinto que ainda vou estar presente muitos mais anos, e esta nomeação é, sem dúvida, uma motivação extra para continuar a dar o meu melhor!

Quanto a vir a ser um dos cinco finalistas eleitos, muito sinceramente, não espero. Isto porque tenho consciência que há atletas no panorama nacional com mais reputação e melhores resultados internacionais e também porque sinto que ainda tenho mais potencial para desenvolver e, portanto, posso melhorar as minhas prestações internacionais nos próximos tempos. A minha época desportiva teve o apogeu nos Campeonatos Nacionais da modalidade e também nas provas da Taça. Posso afirmar que dominei todas as competições nacionais e fiquei muito próximo de vencer uma prova do WRE. Mas reconheço igualmente que fiquei abaixo das expectativas nos Campeonatos do Mundo e da Europa.


Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: