sábado, 8 de Novembro de 2008

CORONEL AUGUSTO ALMEIDA: NA HORA DO ADEUS


Augusto Almeida foi, ao longo dos últimos seis anos, o “homem-forte” da Orientação no nosso País. Passa hoje a pasta da Presidência da FPO a António Rodrigues e, na hora do adeus, deixa a todos uma palavra de agradecimento, alguns conselhos e a sua solidariedade para com o futuro Presidente.


Caro(s) Amigo(s),
Para a FPO, um ciclo hoje termina e outro se inicia.
A todos os que contribuíram para o desenvolvimento da Orientação o meu sincero obrigado.
À modalidade agradeço os muitos amigos que me proporcionou e, a nível pessoal, apenas lamento as duas desilusões que me foram impostas.
Àqueles que possa ter desgostado ou magoado apresento públicas desculpas.
Aos que contribuíram para, além do investimento de 300 mil euros na modalidade, elevar o prestígio da Orientação nacional com a brilhante organização do WMOC'08 e aos que comigo trabalharam no desenvolvimento duma estratégia que passou pelo apoio à prática juvenil, pela mediatização, pelo apetrechamento, pela formação, pela competição internacional e por uma rigorosa quão adequada gestão financeira, deixo um abraço.
Dos objectivos traçados fica por concretizar o Manual (assumo o compromisso de o trazer à luz do dia em 2009) e... o Centro de Estágios na Marinha Grande é, ainda, uma nebulosa... esteve e está tão perto e... tão longe.
Muito trabalho foi desenvolvido... Mas muito mais fica por fazer!
Muitas boas-vontades deram corpo a uma estratégia... Mas muitas mais são necessárias no futuro!
Muitas vezes senti a solidão... Mas o meu sucessor também a sentirá!
Muitos foram os momentos felizes... Mas o futuro tê-los-à abundantemente!
O futuro é vosso.
Cuidem dele com amor e sabedoria:
- Apreciem e saboreiem o trabalho (mesmo que não completamente conseguido) que alguém prepara com sacrifício pessoal e da respectiva família para nos proporcionar eventos. Desfrutem dos eventos. Apoiem os organizadores (especialmente nas horas menos felizes);
- Usem o desportivismo como norma. Desfrutem dos amigos;
- Sejam parte das soluções em alternativa ao agravar dos problemas (fóruns, maledicências, etc.).
De mim esperem uma postura de "Estado", solidária com o futuro Presidente. Assumo que a partir do dia 9 de Novembro só estarei disponível para falar de Orientação com o futuro presidente para não dar espaço à pior (e mais frequente) característica nacional: a maledicência.
Obrigado.
Um abraço,
Augusto

[Foto: FPO]


NOTA: O meu primeiro contacto com a modalidade teve lugar em Nisa, na 1ª edição do Norte Alentejano O’Meeting 2007. Fiquei de tal maneira "agarrado" à Orientação, que ia com a “missão” de escrever um texto e acabei por escrever dez (!). Foi o início das Crónicas do NAOM e cujo conjunto termina com uma frase "roubada" precisamente ao Augusto Almeida - "Até um dia destes, numa floresta perto de si!" - e proferida na margem do bonito lago das Termas da Fadagosa, num início de tarde cinzento e frio.

Esta paixão que venho desenvolvendo pela modalidade tem um pouco de todos e tem, necessariamente, um pouco dele também. Ao Augusto Almeida, os votos dos maiores sucessos pessoais a quem tanto tem ainda para dar à Orientação. E dizer-lhe, ainda: "Até um dia destes, numa floresta perto de si!"

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: