quinta-feira, 9 de outubro de 2008

PELO BURACO DA FECHADURA...


A menos de vinte e quatro horas do início do 7º Campeonato da Europa de Jovens de Orientação Pedestre – EYOC 2008, fazemos uma pernada longa até à Suiça ao encontro duma competição que, para nós portugueses, tem um significado muito especial. Venha daí também e dê uma espreitadela pelo buraco da fechadura…

A bela cidade de Eger (Hungria) e o dia 22 de Junho de 2007 ficarão para sempre nos anais da história da Orientação em Portugal e, em particular, na memória de Diogo Miguel, com a conquista do título europeu de Sprint na categoria de M18. Pouco mais de um ano volvido, Portugal volta a marcar presença na competição, com responsabilidades acrescidas e o objectivo de fazer - sempre! - o melhor possível.

A pequena cidade de Wangen an Der Aare, na região de Oberaargau – Solothurn será o epicentro do evento. Ao contrário do que vem sendo habitual, o programa arranca com a prova de Distância Longa, em Rüttenen, a cerca de 10 km de Wangen. À espera dos atletas estará um terreno de floresta tipicamente suíço, na base sul da longa cadeia montanhosa do Jura. No dia seguinte será a vez da Estafeta com ponto de partida e chegada na arena “Waldhof”, em Langenthal, a 18 km de Wangen. No último dia de provas, disputar-se-á a prova de Sprint, aquela onde os nossos atletas depositam maiores esperanças. Em ambiente de grande animação e beleza, a cidade barroca de Solothurn servirá de palco ao encerramento da competição.

Paralelamente ao programa de sábado e domingo, terão lugar o Campeonato Suíço de Estafetas, em Langenthal, e uma prova de Sprint de grau nacional, em Solothurn. Simone Niggli-Luder será o “speaker” do evento, cuja organização conjunta de seis clubes da Região de Oberaargau – Solothurn, promete “às futuras estrelas do mais belo desporto do mundo”, competições interessantes e desafios estimulantes. Com 29 países registados, num total de 370 atletas e 58 acompanhantes, o EYOC’08 encerra ainda uma forte componente social, abrindo espaço à partilha de experiências e à descoberta de novos valores e de novas culturas.

A delegação portuguesa é chefiada por Bruno Nazário e Tiago Aires, tendo como atletas os seguintes onze elementos: D-16 Joana Costa, Mariana Moreira, Isabel Sá e Vera Alvarez; H-16 Gonçalo Cruz, João Mega, Rafael Miguel e João Costeira; H18- David Sayanda, André Pedralva e Manuel Horta. Para Joana Costa, Mariana Moreira e Isabel Sá, esta será a 4ª participação, tantas quantas as presenças de Portugal no EYOC. David Sayanda estará presente pela 3ª vez enquanto todos os outros elementos serão estreantes na competição. Para todos eles seguem os nossos votos de experiências enriquecedoras e que os resultados possam superar as expectativas de cada um.



Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: