terça-feira, 28 de outubro de 2008

OS VERDES ANOS: RITA RODRIGUES


Olá!

Sou a Rita Rodrigues, tenho 15 anos, nasci em Évora, moro na Gafanhoeira (Alentejo) e pertenço ao clube Gafanhori.

A minha carreira no desporto começou bem cedo, pois aos 7 ou 8 anos fui para o Ballet. Andei lá três anos, mas após uma infância a morar em Arraiolos, vim morar para a Gafanhoeira onde tomei conhecimento com as Escolas e Escolinhas do desporto e inscrevi-me!

Nas Escolinhas tínhamos acesso a várias modalidades existentes no nosso Distrito (quase inexistente a prática de desporto) e foi assim que um dia participámos num “mini-evento” de Orientação no jardim de Vendas Novas o qual consistiu, basicamente, em brincar, fazer jogos com a legenda do mapa e fazer “puzzles”, sendo o objectivo acabar mais rápido tendo um mapa todo montado e, no fim, um mini-percurso com alicate. Adorei!

A partir daí comecei a participar cada vez mais em eventos de Orientação (estágios e provas regionais), mas sempre em grupos. O primeiro estágio onde estive presente foi em Évora, Dezembro de 2005. Foi uma grande aventura porque nunca tinha ido passar uns dias fora de casa com os meus amigos, não sabia nada de Orientação e não conhecia ninguém dos outros clubes. No final do estágio já percebia alguma coisa, mas nada de mais; nesse tempo pensava que a Orientação era apenas uma brincadeira de pegar num mapa, ir procurando os pontos, chegar ao fim e ver o tempo.

Passado quase um ano fui a outro estágio, este em Mora. Mas aí já foi diferente, pois já conhecia os monitores, principalmente o Tiago Aires e a Raquel Costa e alguns dos atletas. Foi um estágio em que experimentei ir a uma prova nacional no Bom Sucesso (Óbidos), participando no escalão de Iniciadas e partindo com a minha amiga Inês Pinto. Por acaso não fomos lá muito bem sucedidas e, no ponto 5, íamos “apenas” com uma hora. Uma prova na qual eu hoje ainda penso: ”Como é possível?! Era tão FÁCIL!!!”.

Em Março de 2007 formou-se, a partir da Sociedade Recreativa de S. Pedro da Gafanhoeira, a Escola de Modalidade de Orientação da Gafanhoeira. Isto foi muito importante para mim pois penso que nas Escolinhas nunca iria evoluir muito em termos físicos e, no aspecto técnico, muito menos, uma vez que apenas fazia algumas provas e eram sempre aqui na zona. Comecei a treinar na Gafanhoeira com todos os meus amigos que também andaram nas Escolinhas e o nosso primeiro treino foi no campo de futebol. Este foi apenas um passo para um grande percurso que eu iria percorrer até hoje no mundo da Orientação, tendo como treinador Tiago Aires, sem o qual nada disto era possível. Apesar da minha pouca experiência, até hoje já consegui ganhar algumas provas e alguns corta-matos no Distrito.

No Verão passado tive uma grande experiência no mundo da Orientação que foi ir a duas provas fora da Península Ibérica, mais propriamente em França. Foram 14 dias bem passados mas confesso que no primeiro dia foi difícil a adaptação aos mapas e, por isso, a prova que fiz em Auvergne não me correu muito bem (nunca tinha estado em terrenos assim com bastantes pormenores rochosos e alguma dificuldade na visibilidade, era uma floresta como nunca tinha visto).

Passados aí alguns dias, fui para Aveyron onde iria estar mais uma semana. Mudou tudo completamente! Assim dizendo, um terreno não muito diferente do que tínhamos em Portugal, com grandes rochedos que se percebiam bastante bem. Era uma floresta bastante aberta, mudando completamente o estilo de mapa, pelo que assim já me senti mais à vontade para que a prova me corresse bem. Fiquei quase sempre nos primeiros 10 lugares e também consegui ganhar o “Orienteering Show” no escalão jovem.

Nas próximas provas nacionais e regionais espero continuar a ter bons resultados, visto que mudei de escalão para Juvenil e as adversárias são diferentes! Os meus objectivos para esta época passam por ficar nos primeiros lugares do “ranking” nacional e conseguir o apuramento para o EYOC 2009 e para a Taça dos Países Latinos.

Uma continuação de boa época.

Rita Rodrigues

.

Sem comentários: