terça-feira, 14 de outubro de 2008

OS VERDES ANOS: MIGUEL FERREIRA


Olá,

O meu nome é Miguel Ferreira, tenho 13 anos e vivo em Palmela. Faço parte do CPOC – Clube Português de Orientação e Corrida e estou a agora a começar o 9º ano na Escola Secundária de Palmela.

Na Orientação ainda me posso considerar um novato! Comecei há 2 anos a praticar a modalidade, a partir da Escola (que na altura, a par com a Secundária do Pinhal Novo, formavam as Lebres do Sado) e em Janeiro de 2007 surgiu a oportunidade e o convite para ir fazer uma prova, digamos, “mais a sério”. Foi em Évora, na Azarujinha, e posso-vos dizer que fiquei completamente agarrado! O percurso até correu bem mas do que melhor me recordo era de como estava fascinado ao reparar que a partir de um simples mapa se podiam ter tantas aventuras e fazer tantas coisas diferentes que até então nunca tinha conseguido e experimentado.

Treino, quase sempre, cinco dias por semana. Normalmente faço corrida (maioritariamente na serra, que, por sorte, fica a um ‘pulinho’ de casa…) e alguns percursos na vila (que tem um bom mapa e alguns terrenos mais ou menos interessantes em volta)! Treinar sempre sozinho não é tão bom como treinar em grupo; às vezes a vontade e a motivação para ir nem sempre são as melhores…

Os estudos têm corrido muito bem até agora! Tenho tido sempre muito boas notas a quase todas as disciplinas (“quase”, porque desenhar ou pintar não é mesmo comigo). No próximo ano ingressarei no Curso das Ciências e Tecnologias. No futuro não faço ideia do que seguirei… Por vezes é mais difícil conciliar o treino com os estudos e ainda outras coisas que gosto de fazer, principalmente em semanas com bastantes testes… Aí sim, há que ter muita flexibilidade para encaixar tudo no sitio certo!

A família sempre me tem apoiado bastante na Orientação! Não são de exigir isto ou aquilo, simplesmente dizem “vai e diverte-te!”. Cá em casa toda a gente já se orientou … Uns melhor que os outros. Mas mesmo assim a mãe bate sempre a concorrência!

Considero a Orientação um desporto muito completo e que diz muito do que sou. Isto porque gosto muito da natureza e sempre tive o bichinho do desporto (já pratiquei natação, hóquei em patins, ténis, ténis de mesa, …. e na escola, sempre que há qualquer actividade, lá estou pronto a entrar em acção!). Por outro lado tenho bastante “cabeça”, o que na Orientação é tão ou mais importante que as pernas! Nesta modalidade, o que acho mais fascinante é a capacidade de uma pessoa, a partir do mapa, e seguindo o caminho correcto, ir confirmando cada detalhe, vendo que tudo bate e está certo! Quando assim é, a sensação é excelente! A Orientação é também uma grande fonte de amigos e de gente por quem tenho grande apreço e consideração.

Esta época vai ser um desafio e uma experiencia certamente enriquecedora… Vou-me “orientar” nos Juvenis, com outros jovens orientistas mais velhos e experientes, com o intuito de aprender e melhorar mais. Mas claro que também sorrio a um dos 1ºs lugares do ranking e, quem sabe, a uma ida ao EYOC…

Abraços,

Miguel Ferreira

.

Sem comentários: