domingo, 26 de outubro de 2008

II TROFEO "TOLEDO IMPERIAL"


A VEZ DE TIAGO ROMÃO

A jornada de Toledo começou da melhor maneira para as nossas cores. Tiago Romão (COC) teve uma prestação memorável e assinalou da melhor forma o seu nome na prova de Distância Longa do II Trofeo “Toledo Imperial”. No sector feminino, a uma prestação menos positiva das nossas “elites”, sobrepôs-se a notável presença em D20, com Joana Costa a mostrar uma vez mais o porquê de ser uma das maiores esperanças da Orientação nacional.


Teve lugar na manhã de hoje a primeira etapa do II Trofeo Junta de Comunidades Castilla – La Mancha “Toledo Imperial”. A prova de Distância Média contou com uma participação a rondar as nove centenas de atletas, distribuídos por 32 escalões competitivos e 3 escalões abertos. Contando para a Liga Espanhola e para o “ranking”da Taça de Portugal, o evento pôs em confronto atletas de ambos os países, com os portugueses a alcançarem nove triunfos.

Na elite masculina, a ausência dos três primeiros classificados do “ranking” espanhol não explica por si só um tão evidente domínio dos orientistas portugueses. Com cinco atletas nas cinco primeiras posições, Portugal teve em Tiago Romão um verdadeiro chefe de fila. Efectuando uma prova perfeita, o jovem atleta do COC esmagou a concorrência, cumprindo os 13.690 metros do seu percurso em 1.24.53. A vantagem sobre os concorrentes imediatos cifrou-se em 3.10 sobre Diogo Miguel (Ori-Estarreja) e 3.20 sobre Tiago Aires (Gafanhori), segundo e terceiro classificados respectivamente. Miguel Reis e Silva (CPOC) foi 4º com 1.29.57 e Joaquim Sousa (COC) alcançou a 5ª posição com 1.31.09. Entre os 10 primeiros ainda foi possível ver Jorge Fortunato (Ori-Estarreja) em 8º e Celso Moiteiro (COC) no 10º lugar.

Patrícia Casalinho foi a melhor portuguesa

No dia em que se cumprem 487 anos sobre a queda de Toledo, que praticamente pôs fim à Guerra das Comunidades de Castela, foram as Damas Elite espanholas a honrar o nome da sua heroína, Maria Pacheco (cujo corpo, curiosamente, se encontra sepultado na Sé Catedral do Porto). Alicia Gil Sanchéz (COLIVENC Alicante) triunfou com o tempo de 1.13.54 e os quatro lugares imediatos couberam a outras tantas atletas espanholas. Patrícia Casalinho (COC) acabou por ser a nossa melhor representante, alcançando o 6º lugar com 1.19.59. Catarina Ruivo (COC) e Raquel Costa (Gafanhori), com 1.28.43 e 1.29.12, quedaram-se nos 8º e 9º lugares, respectivamente.


Mas a verdadeira "Leoa de Castela" foi mesmo Joana Costa (GD4C), que juntamente com a sua colega de equipa Isabel Sá, com Mariana Moreira (CPOC) e Ana Coradinho (Gafanhori) dominaram em toda a linha o escalão D20, concluindo os respectivos percursos por esta ordem. Nos escalões de formação, assistiu-se a mais dois triunfos para atletas nacionais, ambos com um denominador comum ao qual nos começamos já a habituar: Gafanhori. Inês Catalão e Rita Rodrigues, em D14 e D16, respectivamente, alcançaram saborosos triunfos para as cores alvi-grená do clube de S. Pedro da Gafanhoeira.




Veteranos alcançam cinco triunfos

Nos escalões de veteranos, mais cinco vitórias a falar em português. Susana Pontes (CPOC), a nossa maior especialista em Ori-BTT, mostrou igualmente o seu valor na Pedestre e levou de vencida o escalão D35. Isabel Monteiro e Albano João, ambos do COC, venceram os escalões D50 e H50, enquanto Manuel Dias (Individual) triunfava em H55 e José Grada (Clube TAP) vencia em H60.

Merecem ainda uma referência especial os excelentes segundos lugares alcançados por Ângela Silvério (CN Alvito) em D21A, Alexandra Coelho (CPOC) em D40, Guida Santos (Clube EDP) em D55, Rafael Miguel (Ori-Estarreja) em H16, David Machado (.COM) em H21A, Jorge Oliveira (COC) em H40, José Fernandes (.COM) em H45, Inácio Serralheiro (CN Alvito) em H50, Vítor Rodrigues (CPOC) em H55 e Francisco Coelho (Clube TAP) em H60. E ainda os terceiros lugares de Ana Carreira (Individual) em D55, Gonçalo Cruz (CPOC) em H16, Luís Tenreiro (COC) em H40, Mário Santos (COC) em H45, Jacinto Eleutério (ADFA) em H55, Teresa Maneta (Gafanhori) em D14 e Ana Salgado (Gafanhori) em D16. Todos eles terão ainda uma palavra a dizer no que respeita à vitória final neste II Trofeo “Toledo Imperial”.

Bom Sprint de Albino Magalhães

Ao final da tarde, a zona central de Toledo foi palco da prova de Sprint, cuja participação se quedou nas duas centenas de atletas, distribuídos por dois escalões únicos de acordo com o sexo. Apesar da escassa presença de atletas portugueses, ainda foi possível ver Albino Magalhães (GD4C) dar um ar da sua graça, ao classificar-se no 5º lugar, com 18.13, contra os 16.46 do vencedor, Antonio Martinez Perez (COLIVENC Alicante). Luís Leite, também do GD4C, foi o nosso segundo melhor representante, concluindo no 16º lugar com vinte minutos exactos. No sector feminino a melhor portuguesa foi Helena Sousa (OriMarão), na 24ª posição.

O II Trofeo Junta de Comunidades Castilla – La Mancha “Toledo Imperial” concluir-se-á hoje com a prova de Distância Média a ter lugar no belo emaranhado de ruas da cidade de Toledo.

[foto referente ao CNA 2008, gentilmente cedida por Jorge Correia Dias]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: