sexta-feira, 10 de outubro de 2008

EYOC'08 SOLOTHURN: MARIANA MOREIRA AO MELHOR NÍVEL


Arrancou da melhor forma o EYOC’08. Numa prova onde tradicionalmente os atletas portugueses revelam enormes dificuldades, Mariana Moreira e David Sayanda agigantaram-se e alcançaram resultados de relevo. Globalmente, a Dinamarca arrecadou a maior quota-parte dos louros da jornada.

Foi uma campeã! Fazendo da tenacidade a sua maior arma, Mariana Moreira travou uma luta pessoal com o mapa de Rüttenen e superou as expectativas, alcançando um brilhante 14º lugar no escalão W16, com o tempo de 48:32. Este resultado adquire um significado especial se atendermos a que se trata do melhor resultado de sempre dum atleta português numa competição internacional, em provas de Distância Longa. David Sayanda esteve igualmente em plano de destaque ao conseguir a 33ª posição em H18. Este resultado não chega para igualar a melhor classificação de sempre na distância - e que lhe pertence desde o ano passado, nesta mesma competição, então no escalão de H16 -, mas num atleta em primeiro ano de H18 abre excelentes perspectivas para o EYOC’09 que terá lugar na Sérvia.



Relativamente aos restantes atletas portugueses, começamos pelo escalão W16 onde Joana Costa fez uma prova muito regular, deitando tudo a perder num único ponto e acabando por se classificar no 43º lugar com 54 minutos exactos. Isabel Sá também teve o seu “ponto fraco”, disso se ressentindo o resultado final que se cifrou em 57:31 e lhe valeu a 57ª posição. Finalmente Vera Alvarez, a “benjamim” do grupo, esteve ao seu nível e concluiu no 60º lugar com 58:00. No sector masculino, para além de David Sayanda, participaram na prova em H18 Manuel Horta e André Pedralva. Ambos tiveram desempenhos abaixo das expectativas e os respectivos lugares aproximaram-nos da cauda da tabela classificativa. Manuel Horta foi o 91º, com 1:23:25, enquanto André Pedralva, com 1:26:57, concluiu na 94ª posição. No escalão H16 os resultados foram ligeiramente melhores e João Mega Figueiredo conseguiu mesmo um lugar na primeira metade da tabela classificativa ao ser 47º com um registo de 55:03. Mais para trás, no 77º lugar com 1:01:07, classificou-se Rafael Miguel, enquanto Gonçalo Cruz foi o 89º classificado com 1:09:15.



Dinamarquesas arrecadam o ouro todo

No cômputo geral, assistiu-se a uma jornada marcada pela excelente prestação dos atletas dinamarqueses que arrecadaram, à sua conta, duas medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze. Em W16, a dinamarquesa Emma Klingenberg, campeã mundial júnior de Sprint em título, dominou a prova a seu bel-prazer, concluindo os 5,6 km (17 pontos de controlo) em 39:02. Só 4:27 mais tarde se assistiria à chegada da 2ª classificada, a checa Vendula Horcickova, enquanto uma atleta “da casa”, Mirjam Hellmüller fechava o pódio com 44:18. A vitória no escalão W18 sorriu também a uma atleta dinamarquesa, mas aqui tudo foi diferente. Ida Bobach teve de se empenhar a fundo para levar de vencida as suas adversários, completando os 6,7 km de prova (24 pontos de controlo) em 53:36. Venla Niemi (Finlândia) e Signe Klinting (Dinamarca), respectivamente 2ª e 3ª classificadas, concluíram a escassos 5 e 13 segundos da vencedora.

.

Medalha de bronze no JWOC 2008, o suíço Matthias Kyburz quase pode ser considerado o “homem do dia”. Foi com enorme emoção que a ruidosa falange suiça aplaudiu a subida do atleta ao lugar mais alto do pódio no escalão de M18, após luta titânica com o francês Lucas Basset. Kyburz gastou 53:28 a cumprir os seus 8,5 km de prova (29 pontos de controlo), com uma vantagem sobre o atleta francês de apenas 10 segundos. A 3ª posição coube a Lauri Sild (Estónia), com 54:40. Em M16, a vitória sorriu de forma confortável ao checo Jan Petrzela, que completou os 6,9 km de prova (22 pontos de controlo) em 41:27. Marius Thrane Ödum (Dinamarca) e Michal Olejnik (Polónia), com os tempos de 43:48 e 45:32, concluíram nas posições imediatas.

A ordem, agora, é descansar e recuperar. O dia de amanhã é marcado pelas sempre espectaculares Estafetas e espera-se que os atletas possam estar ao seu melhor nível.


Para consultar os resultados completos clique no “banner” acima.

[fotos gentilmente cedidas por Tiago Aires]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: