sexta-feira, 10 de outubro de 2008

EYOC'08 SOLOTHURN: AGORA JÁ É "A DOER"


Numa altura em que decorre já na floresta de Martinsflue (Rüttenen) a prova de Distância Longa, o Orientovar deixa aqui as últimas impressões recolhidas junto dos nossos representantes. Muita expectativa, muitas esperanças num bom resultado e uma certeza comum, a de que todos irão dar o seu melhor para dignificar a camisola e honrar o nome de Portugal.

Com tempo encoberto e uma temperatura a rondar os 12º C, as condições atmosféricas não são de todo desfavoráveis. Vera Alvarez compete em W16, é a nossa mais jovem representante e foi a primeira a sair quando os ponteiros marcavam precisamente as 09h08 (hora de Portugal).
.
Para a Campeã do Mundo de Desporto Escolar, “este EYOC vai ser a minha estreia a representar a Selecção Nacional. Tenho a noção de que um EYOC é muito diferente de um Campeonato do Mundo de Desporto Escolar e que alcançar boas classificações é muito dificil. Além disso, no escalão em que vou correr, competem raparigas com mais dois anos que eu. Tendo em conta estes aspectos, um bom resultado para mim seria ficar nos primeiros dois terços da classificação.” A atleta do CPOC espera “principalmente, aprender e evoluir bastante para num futuro próximo conseguir ter resultados mais relevantes.” E termina com uma referência aos seus colegas de equipa: “Este ano temos atletas de grande nível que, possivelmente, vão discutir os 10 primeiros lugares. Acho que vão existir algumas surpresas!”


Do lado masculino, no escalão M16, João Mega Figueiredo foi o 127º atleta a sair, precisamente às 09h53. Para o jovem atleta do Alvito, este EYOC’08 representa igualmente a sua estreia na Selecção Nacional. Daí que não esconda a sua expectativa: “Estou ansioso para fazer um grande resultado, o que seria o culminar em beleza de três meses de trabalho e de total dedicação por parte da minha pessoa. Sentir-me-ía completamente realizado se atingisse esse objectivo.” E no que respeita à comitiva, o Mega, como é carinhosamente conhecido por todos, espera “sinceramente que venham a obter resultados tão ambiciosos como os meus, visto que são todos jovens dedicados e empenhados em representar o país como ele merece.”

Só às 10h55 Rafael Miguel dará início ao seu percurso. “Caloiro” nestas andanças, como o próprio gosta de se afirmar, Miguel começa por deixar uma confidência: “Espero que eles, os mais experientes na Selecção, não se lembrem que existem lá caloiros...” Agora mais a sério, o irmão do Campeão de Sprint em título (EYOC’07, Eger – Hungria), Diogo Miguel, fala em “expectativas não muito concretas, porque nunca participei numa prova a este nível e não faço ideia o quanto deve ser difícil ficar nos dois primeiros terços da classificação geral... Mas confesso que ficaria muito contente se conseguisse ficar nos 50 ou quem sabe nos 40 primeiros na prova de Sprint. Quanto à prova de Distancia Longa, o que quero é fazer uma prova com o menor número de erros possível e tentar assim ficar nos 70 primeiros. Mas não deve ser tarefa fácil para um atleta tão pouco experiente como eu.” No que à prova de Estafeta diz respeito, Rafael Miguel promete “evitar erros, pois não quero ser o causador de um mau resultado dentro da equipa. Mas não ficarei chateado se algum dos meus colegas fizer um mau percurso, assim como espero que eles não o fiquem caso eu faça uma má prova.” Em termos colectivos, o atleta do Ori-Estarreja não sabe muito bem o que pensar: “Nós vamos competir com atletas muito bons, e não sei mesmo o que esperar... Apenas sei que o David Sayanda é a minha principal aposta para um resultado de relevo.” E, a terminar, a reafirmação das suas dúvidas: “Relembro que as minhas expectativas são muito ‘tremidas’ pois não sei o que me vai aparecer à frente.”

A concluir a representação portuguesa em M16, Gonçalo Cruz será o último a partir, pelas 11:53. Com 16 anos de idade e 6 de prática da Orientação, esta também será a primeira vez que o atleta envergará as cores nacionais numa prova de Orientação Pedestre: “As restantes foram todas em Ori-BTT, foram sempre todas de bom agrado, constituiram experiências onde consegui aprender coisas novas e evoluir, e sempre com um grande convívio tanto entre os portugueses como com os nossos adversários”, explica, esperando que estes aspectos se repitam e, "de preferência, sejam melhores ainda no EYOC". Em termos de resultados, Gonçalo Cruz espera “conseguir cumprir as provas todas até ao fim e dar sempre o melhor de mim para tentar subir o mais possível na tabela e acima de tudo aprender com esta experiência nova e conseguir evoluir.” Relativamente aos resultados da comitiva portuguesa, Cruz manifesta a “esperança em que consigam fazer grandes resultados. Acho que temos atletas com boas hipóteses de conseguirem excelentes lugares e só têm de se esforçar e dar o seu melhor para isso.”
.

Em M18, André Pedralva é o 339º atleta inscrito e irá partir às 10h17. Às 11:29, será a vez doutro estreante nestas andanças, Manuel Horta. Naturalmente radiante com esta sua presença no EYOC’08, para o jovem “gafanhori” as principais expectativas residem na prova de Sprint, onde espera “fazer um bom resultado”. E explica porquê: “Esta é uma prova onde não é necessário ter muita técnica, apenas correr rápido, não hesitar e fazer uma boa opção.” Quanto às restantes provas, “também vou dar o meu melhor mas, com um ano na modalidade, por mais que treine é difícil estar ao mais alto nível.”

David Sayanda, um “veterano” nestas andanças, será o último a sair, quando os ponteiros marcarem as 11h53. Grande certeza da Orientação jovem nacional, Sayanda espera para este EYOC’08 “quebrar uma nova barreira pessoal e a nível de Selecção”, a qual é “atingir o top 15 no Sprint e o top 20 na prova de Distância Longa”. Quanto à participação da selecção no seu geral, “penso que os resultados mais positivos vão ser os meus e do Manuel Horta. Penso que maior parte é ainda muito inexperiente e que alguns, infelizmente, não têm ainda a força e a ambição de fazer mais e melhor.”
.

Regressando ao escalão W16, refira-se ainda que Joana Costa iniciou a sua prova às 09h38, que às 10h44 será a vez de Mariana Moreira partir para o seu percurso e que Isabel Sá fechará a participação feminina portuguesa, saindo às 11h12. Entretanto, teve ontem lugar a Cerimónia de Abertura destes 7º Campeonatos Europeus de Jovens de Orientação Pedestre, cujas imagens [gentilmente cedidas por Tiago Aires] ilustram esta artigo.

Poderá acompanhar [aqui] ao vivo as incidências da jornada. O Orientovar regressará mais logo com todos os pormenores e com declarações dos intervenientes. Fique atento, fique por aqui!

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: