segunda-feira, 20 de outubro de 2008

DANIEL MARQUES E SUSANA PONTES VENCEM I TROFÉU ORI-BTT .COM


Daniel Marques e Susana Pontes entraram da melhor forma na época de 2008 / 2009, vencendo o I Troféu Ori-BTT .COM, que teve lugar este fim-de-semana na Póvoa de Lanhoso.

À semelhança do sucedido com Tiago Aires e Raquel Costa na prova inaugural da Taça de Portugal de Orientação Pedestre 2008 / 2009 (Lagoa da Vela, Figueira da Foz), também na Póvoa de Lanhoso os líderes do “ranking” nacional de Ori-BTT fizeram vincar a sua condição, abrindo a actual temporada na posição com que terminaram a anterior. Vencedor da Taça de Portugal por cinco vezes, Daniel Marques (COC) toma a dianteira no escalão de elite, deixando claramente vincada a sua aspiração em repetir o feito. A mesma intenção é demonstrada por Susana Pontes (CPOC), buscando a sua sétima vitória em doze edições da Taça.

Apostando na promoção e dinamização da modalidade no norte do país, em boa hora o Clube de Orientação do Minho tomou sobre os seus ombros a tarefa de realizar uma primeira prova de Orientação em BTT. Com o apoio da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Diverlanhoso, BikeZone e Federação Portuguesa de Orientação, o evento contou com o excelente número de 168 participantes nos 16 escalões de competição. Fazendo incidir uma boa parte do seu esforço na captação e iniciação de potenciais interessados, a Organização viu-se recompensada com a participação de mais 87 atletas nos escalões abertos, respondendo afirmativamente ao slogan: “Aceita o desafio! Aproveita esta nova experiência! Experimenta esta modalidade!”


Luta acesa entre Daniel Marques e Paulo Alípio

O programa distribuiu-se por duas etapas e desenrolou-se em mapas novos, à escala de 1:20.000 e com uma equidistância de 10 metros, cartografados por Alexandre Reis (que assumiu também as funções de Traçador de Percursos). Apesar da boa transitabilidade dos caminhos, os desníveis acentuados e a pedra solta nalguns locais puseram à prova a perícia e as capacidades físicas dos participantes.

Com partida e chegada na Diverlanhoso, a prova de Distância Média de sábado mostrou um grande equilíbrio entre Daniel Marques e Paulo Alípio (COC), com a vitória a sorrir ao primeiro por uma margem inferior a dois minutos. Com tudo em aberto, Paulo Alípio soube impor-se ao seu colega de equipa na prova de domingo, igualmente de Distância Média, mas o 1:24 de vantagem não foi suficiente para arrecadar o Troféu. Ricardo Serra e Joel Morgado, ambos do COC, ocuparam as posições imediatas, com Mário Guterres (CP Telecom) a concluir na 5ª posição. Miguel Tolda (CLAC) e Pedro Neto (COC), dois valores seguros da nossa Ori-BTT, viram-se arredados da luta pelos primeiros lugares, graças aos sempre desconcertantes “mp” na etapa de sábado. Uma referência final para Paulo Palhinha (CPA - Abrunhos), com um excelente 3º lugar na derradeira etapa, mas que de nada lhe valeu face à ruinosa prestação da véspera, onde não foi além do penúltimo lugar.


Susana Pontes domina elite feminina

No sector feminino, Susana Pontes dominou a seu bel-prazer ambas as etapas, concluindo com uma diferença global superior a treze minutos sobre a 2ª classificada, Rita Guterres (CP Telecom). Joana Frazão (CIMO) e Sandra Rodrigues (ADFA) mostraram igualmente o porquê de ocuparem um lugar entre as cinco primeiras posições do “ranking” nacional e foram 3ª e 5ª classificadas. Verdadeira “outsider”, Ângela Silvério (CN Alvito) fez uma excelente prova e concluiu na 4ª posição.

Nos restantes escalões, o primeiro destaque vai para o triunfo de João Mega Figueiredo (CN Alvito) em H17, um jovem habituado às vitórias na Orientação Pedestre e que agora estende o seu talento também à Ori-BTT. João Ferreira (DA Recardães) e Ana Filipa Silva (CPOC) venceram com naturalidade os respectivos escalões H/D20, apesar do primeiro ter sentido alguns calafrios na primeira etapa, onde a vitória coube a Guilherme Marques (COC). O escalão de H21A foi aquele que contou com mais participantes (39) e onde a luta esteve mais acesa, com Filipe Gonçalves (Ori-Estarreja) a impor-se aos demais concorrentes. Em D21A, Marisa Barroso (COC) foi a vencedora.

COC vence por equipas

Nos escalões de Veteranos registam-se as vitórias de Pedro Martinho (CP Armada) em H35, Alice Silva (GDU Azóia) em D35, Mário Fernandes (DA Recardães) em H40, José João Moura (Clube EDP) em H45, Luísa Mateus (COC) em D45 e Armando Santos (Clube EDP) em H50. Colectivamente, o COC impôs-se aos demais emblemas, concluindo com um total de 2036,6 pontos. COA e CPOC disputaram rijamente o segundo lugar, com o clube de Rio Maior a levar a melhor por 1372,4 pontos contra 1363,7 da turma de Oeiras. O 4º lugar coube ao Clube da Natureza de Alvito com 1294,5 pontos enquanto o CPA – Abrunhos, com 1197,7 pontos, ocupou a 5ª posição.

A Taça de Portugal de Ori-BTT prossegue nos dias 22 e 23 de Novembro com a disputa do II Ori-BTT Rota da Bairrada (Águeda), numa organização do DA Recardães.


[Fotos gentilmente cedidas por Paulo Torres]

Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO
.

Sem comentários: