terça-feira, 7 de outubro de 2008

CISM: FRIENDSHIP THROUGH SPORT


Capital do condado com o mesmo nome, a cidade de Alytus (sul da Lituânia) recebe a partir de hoje, e até ao próximo sábado, o 41º Campeonato do Mundo de Orientação Militar. Com uma representação exclusivamente masculina de seis elementos, Portugal volta a marcar presença neste grande evento.

O Conselho Internacional do Desporto Militar é uma organização transnacional
, com sede em Bruxelas, criada em 1948 com a finalidade de fomentar a paz e a amizade entre os militares através do Desporto. É conhecida pelas siglas CISM, da denominação em francês – Conseil International du Sport Militaire. Em 1954, Portugal tornou-se no décimo oitavo membro da Organização e teve a honra de organizar em 2001, na cidade de Beja, o 34º Campeonato do Mundo de Orientação Militar.

Para estes 41ºs Campeonatos do Mundo de Orientação Militar 2008, são 27 os países participantes, num total de 188 atletas registados até ao momento. O quadro competitivo conta com 148 atletas masculinos e 40 femininos inscritos, aguardando-se ainda que Brasil, Bulgária, Emiratos Árabes Unidos, Irlanda e Roménia definam os seus representantes.

Portugal diz "pronto!"

Chefiada pelo Coronel Mário Sousa e capitaneada pelo Capitão Lídia Santana, a missão portuguesa é constituída pelos seguintes atletas: Tenente Tiago Lopes, Sargento-Ajudante Armando Sousa, Sargento-Ajudante João Santos, Sargento-Ajudante Alexandre Reis, 2º Sargento Marco Póvoa e Soldado Pedro Duarte. Para o Tenente Tiago Lopes e para o 2º Sargento Marco Póvoa este será o regresso a uma competição que tão bem conhecem, após o interregno de 2007. Refira-se, a título de curiosidade, que Armando Sousa foi o nosso melhor representante em Zagreb com um 75º lugar na prova de Distância Média e um 78º lugar na Distância Longa.

Numa apreciação sumária aos valores em prova, o grande destaque vai uma vez mais para a presença do francês Thierry Gueorgiou, campeão em título de Distância Média e cuja figura dispensa apresentações. Muitos outros nomes grados da Orientação mundial irão marcar presença no certame, merecendo igualmente uma referência o austríaco Felix Breitschadel, os estonianos Olle Karner e Sander Vaher, os finlandeses Tero Fohr e Jarkko Huovila, o lituano Simonas Krepsta, os letões Martins Sirmais e Edgars Bertuks, o norueguês Holger Hott ou o sueco Erik Ohlund.

Russos e suiços dominam atenções

A Rússia apresenta uma equipa fortíssima, onde pontificam nomes como Valentin Novikov, Andrey Khramov, Alexey Bortnik ou Roman Efimov. A Suiça, porém, não lhe fica atrás, com um quadro de excelência comandado por Daniel Hubmann, campeão em 2007 (Zagreb) na prova de Distância Longa, e que conta ainda com Marc Lauenstein, Matthias Merz, Matthias Mueller, Baptiste Rollier e Andreas Rueedlinger. Daniel Hubmann e Thierry Gueorgiou reeditarão intensos duelos,os quais se vêm repetindo e prolongando de há muito tempo a esta parte, enquanto Suiça e Rússia discutirão entre si a supremacia nos quadros colectivos.

No sector feminino, a grande ausente é a russa Tatiana Ryabkina, campeã em título de Distância Média e Distância Longa, pelo que os nomes que melhor se prefiguram para chegar aos títulos mundiais são os da austríaca Michaela Gigon (segunda classificada do “ranking” mundial de Ori-BTT), da letã Aija Skrastina e das russas Natalia Korzhova e Anna Fadeeva.




Saudações orientistas.

JOAQUIM MARGARIDO

.

Sem comentários: